Cuidados excessivos que já não tenho mais

Meus trigêmeos já estão com 1 ano e 6 meses e há coisas que eu fazia antes, quando eram menores, que já não faço mais. Como eram prematuros, eu vivia muito preocupada com cuidados excessivos, diversos itens e coisas que com o passar do tempo fui me desestressando. Algumas porque realmente não precisa mais fazer, outras porque percebi que não adiantava mesmo.

Uso de mamadeira individual. Meus bebês nasceram de 34 semanas, com cerca de 2kg cada um. Tomávamos todo o cuidado do mundo porque sabíamos que eles eram mais frágeis. Por isso, cada um tinha sua mamadeira individual. Eles mamaram no peito até 6 meses, mas nunca foi exclusivo. Então, desde os primeiros dias em casa, cada um tinha sua mamadeira, e elas eram esterilizadas a cada uso. Conforme foi aumentando a quantidade de leite que tomavam, trocamos para as mamadeiras maiores (já que as pequenas que usávamos só comportavam 120ml). Essas, infelizmente, eram iguais. Mesma marca, mesma estampa e mesma cor. Estava difícil identificar e bem frequentemente alguém dava a mamadeira errada para criança errada. Como eles já ficavam sentadinhos brincando no chão com seus brinquedinhos, acabavam colocando tudo na boca e um babava o brinquedo do outro, que botava na boca o brinquedo babado do irmão. Certo dia, já estressados com os resfriadinhos, chegamos à conclusão que não adiantava ficar esterilizado mamadeira se os brinquedos não eram limpos com o mesmo afinco. Preferi desistir e deixamos qualquer mamadeira pra qualquer criança. Lavo bem, fervo e era isso.

cuidados excessivos

Colher individual para alimentação. Por muito tempo usamos uma colher para cada um, com nome gravado. Mas toda vez que ficavam doentinhos, resfriados ou com dor de barriga, todos tinham os mesmos sintomas e pegavam as mesmas coisas juntos. Então, quando tinham 1 ano e 3 meses e minha mãe mudou-se daqui, passei a ter que alimentar os três ao mesmo tempo sozinha. Achei mais prático usar uma colher só. Azar, pensei. Se for pra um ficar doente o outro também vai ficar. Não consigo evitar isso.

Banho separado. Costumávamos dar banho em um de cada vez e lavar a banheira entre um banho e outro. No início desse ano, passamos a dar banho nos três ao mesmo tempo. Facilita, eles brincam mais e virou um momento de diversão total!

cuidados excessivos

Lavar as roupas deles separadas das nossas. Antigamente separava as deles das da Mônica e das nossas. Lavava com sabão especial para bebês e não colocava amaciante. Passava cada peça de roupa. Hoje, acho tudo isso totalmente desnecessário! Lavo as dela com as deles e lavo muitas peças nossas misturadas. Só não misturo nossa roupa íntima.

Spray pro nariz para cada um. Usava um pra cada um e era muito cuidadosa. Mas passaram 2 meses com nariz escorrendo. Achei que não estava adiantando, já que eles convivem muito perto mesmo. Precisei comprar um spray novo que era caro, mas a recomendação da pediatra era comprar um pra cada um. Depois da última otite, resolvi relaxar e ter um só pra todos! Lavo o spray com água bem quente entre um uso e outro.

Comida deles diferente da nossa. Esse item ainda está em desenvolvimento. Ainda faço algumas comidas especiais para eles porque é necessário fazer uma panelada! Então, sopa de lentilha, por exemplo, ainda faço especial para eles. Meu marido e a Mônica não comem.

Mas, ainda fervo a água por 5 minutos! A água do mamá deles e dela é feita com água da torneira fervida 5 minutos e colocada em garrafa de vidro esterilizada. Ainda não consigo dar água da torneira, sinto insegurança com relação à isso. Aqui em casa todos os adultos tomam da torneira, mas para eles eu ainda prefiro ferver, mesmo que seja um dos cuidados excessivos.

A gente precisa facilitar a vida e desapegar de algumas coisas. Eles eram prematuros e mais frágeis e por isso os cuidados excessivos. Mas hoje são meninões grandes e fortes. Tomei essas decisões porque julguei que estava tendo trabalho sem resultados. Na teoria tudo funciona muito bem, mas na prática percebemos que certas coisas são inúteis e passamos a pensar como descrevi aqui.

Até mais!

5 comentários

  1. Michele, incrível como vivemos longe mas nossa realidade é tão próxima!!!
    Comecei com os mesmo cuidado que você, só que resolvi “juntar os trapos” antes, quando tinham 4 meses!! Não adianta, eles passam doença pelo ar pois dormem no mesmo quarto e dividem os mesmos brinquedos… Aqui continuarei até 1 aninho esterilizando mamadeira como fiz com a Lari e fervendo a água filtrada. Comida ainda é separada mas já começo a introduzir alguns itens do nosso cardápio e logo as refeições serão únicas! Não vejo a hora de colocar todos juntos no banho… preciso que eles sentem firmes pra isso!
    Vitamina “S” (sujeirinha) é recomendada e até certo ponto necessária para que criem anticorpos. E eles são felizes, não são?!

    1. Michele Kaiser

      Chega de stress, né! Logo os teus também estarão tomando banho juntos pe tudo ficará mais fácil! E nós duas… Tão longe mas tão perto! Kkkkk… Bjs

  2. Nathálya

    Vcs tomam água da torneira? Nossa achei o máximo, igual nos filmes americanos! Kkkkk. Aqui no nordeste todo mundo usa filtro.
    O modo que você tá fazendo é muito mais prático, realmente se eles estão todo tempo juntos, o que um pegar o outro tbm irá. Parabéns pela criação e dedicação. Adoro os vídeos que você posta no YouTube.

    1. Michele Kaiser

      Aqui na nossa cidade a água da torneira é própria para o consumo. Mas ainda assim não dou a eles sem ferver. Mas, como disse, esse é o único cuidado extremo que ainda tomo! Um beijo!

Deixe seu comentário