Sobre o aniversário de dois anos dos trigêmeos

O aniversário dos trigêmeos está chegando! Os meninos completarão dois anos em 4 de outubro, mas esse ano não faremos festa.

Quando a Mônica fez dois anos, no início de agosto de 2013, eu estava grávida de 25 semanas dos meninos e completamente exausta. Eu ia fazer uma festa somente com os parentes e amigos mais próximos, mas acabei cancelando devido ao meu cansaço e à recomendação médica de fazer repouso absoluto. Acabei fazendo um almoço de domingo só com os tios e avós, quando fiquei somente sentada, ganhando comida e bebida na boca e obedecendo o descanso. A pobrezinha da minha filha não teve amiguinhos na festa, embora tenha ficado contente com os presentes que ganhou. Quando ela fez 3 anos ela ganhou uma linda festa. E há cinco semanas teve uma linda festa de 4 anos também.

Agora, me deu aquela sensação de agradar os meninos com festa de dois anos, sem ter feito o mesmo pra ela. Sabe aquela sensação de pesos e medidas diferentes entre os filhos? Fiquei com peso na consciência de fazer pra eles sem ter feito para ela… Bobagem minha, talvez. Mas aí outros motivos entraram na pauta.

Minha sobrinha está para nascer! Minha irmã completará 40 semanas bem próximo ao dia do aniversário dos meninos. Ela mora em Porto Alegre-RS e a gente em Caxias do Sul-RS, ou seja, minha irmã e meu cunhado, e possivelmente minha mãe, não estariam presentes na festa. Nossos familiares estariam envolvidos com o nascimento da Cristina e teriam que fazer um esforço muito grande para estarem aqui. Além disso, eu também quero ir para Porto Alegre quando minha afilhada nascer!

Outro motivo para não termos festa é que os meninos não têm amiguinhos para convidar e eles já brincam bastante entre eles. Não sinto a necessidade em socializá-los com outras crianças como eu tinha quando a Mônica era pequena e não ia à escolinha.

E o último motivo seriam os gastos! Tudo bem que não gastei muito com o aniversário da Mônica esse ano, mas fazer outra festa tão próxima me faria desembolsar um valor meio pesadinho para agora. Pensando que as crianças ainda nem entendem muito bem que estão de aniversário, me deu vontade de fazer como fiz com a Mônica: não gastar aos dois, mas fazer uma bela festa aos 3, quando já entendem e querem comemorar!

Mônica e mamãe 04.08.2013

Mônica no dia de seu aniversário de 2 anos, sem festa, com a mamãe grávida de 25 semanas de trigêmeos.

Festa de aniversário de 3 anos da Mônica.

Festa de aniversário de 3 anos da Mônica.

Aniversário trigêmeos 02

Festa de aniversário de 1 ano dos trigêmeos.

IMG_1404-POST

Festa de aniversário de 4 anos da Mônica.

Conversei com a Mônica sobre o aniversário dela e combinamos que ano que vem, quando ela fizer cinco anos, não teremos festa. Esse ano ela teve festa de aniversário e os manos não. Ano que vem será a vez de ela não ter e os manos sim. Ela concordou e achou justo. Será que lembrará disso daqui 11 meses? Afinal, acho que dá pra fazer aniversário sem fazer festa, né?

O que vocês acharam dessa decisão que eu e meu marido tomamos?

Até mais!

22 comentários

  1. Muito justa e realista sua decisão, Michelle! Seus filhos saberão os valores e darão importância quando tiverem festa pois aguardarão por isso! Parabéns pela decisão!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada! Acho que foi uma boa decisão porque me sinto tranquila. Um beijo!

  2. ERICA MEDEIROS

    Oi Michele, acho super valido, ainda não tenho filhos mas penso como você, não é só dando festa que comemoramos o aniversario. Sugiro que você faz um bolo para os meninos, na sua casa mesmo para vocês,apenas pra fugir da rotina e comer um doce e tambem para não passar exatamente em branco.Faça o mesmo para Monica no próximo ano.Beijos

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo apoio e pelo carinho! Um beijo, Érica!

  3. Michelle, acho super legal a sua decisão. Meus pais sempre fizeram festas bem simples para mim e para meu irmão. Sempre caseiras, com a família e nós adorávamos. Quando ficamos um pouco mais velhos (adolescência) quisemos comemorar com alguns amigos e meus pais traziam nossos amigos para nossa casa. Sempre fomos felizes dessa forma!
    Já meu esposo e meu cunhado fazem aniversário seguido um do outro (19 e 20 de junho, com 3 anos de diferença) e meus sogros sempre os levavam para jantar/almoçar num restaurante bacana, eles 4 apenas, porque prezavam bastante por conhecimentos culturais e culinários; algumas vezes meus sogros também preparavam lembrancinhas todos os dias da semana de aniversário ou faziam alguns almoços/jantares em casa na semana do aniversário (com amigos, com família, com namoradas, etc). Sempre fui a favor de menos festas e mais momentos juntos, porque existem muitas formas de festejar alegrias, né?! Seus filhos crescerão sabendo valorizar cada momento juntos e saberão dar importância para as festas que tiverem.
    Enfim, já falei demais rs mas é que amo seus posts!
    Beijos pras crianças!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo carinho, Angelica! Adoro momentos juntos, adoro festinhas. Mas esse ano realmente estou prevendo que a festa daria mais trabalho do que diversão, além de talvez deixarmos alguns familiares divididos entre vir pra cá pra festa e estar junto a Cristininha. Beijos!

  4. Isabella Chacon

    Acho que o aniversário de 5 aninhos é uma data bem especial, meia década. A princesinha Mônica estará bem mais esperta, seria o ideal para um mini bailinho, RS… Porém como os manos não aproveitaram nada ainda e ela concordou, aproveita 🙂

    1. Michele Kaiser

      Hehehehe… Até lá quem sabe a gente tá melhor de grana de muda de ideia, né??

  5. Poxa q pena is meninos não poderem comemirar o aniversário

    1. Michele Kaiser

      Não é que não vão comemorar o aniversário, não entenda mal. Não faremos uma grande festa, apenas um pequeno evento entre nós. 😉

  6. Pq n faz um post sobre o feriadão em casa! ?

    1. Michele Kaiser

      Não rolou post sobre o feriadão porque não tivemos nenhum evento. Nem vídeo eu fiz. Que loucura, né?

  7. Vanessa

    Engraçado a gente se meter na vida do outro né?
    Na verdade o que me motivou a escrever foi a história da socialização dos guris com outras crianças… Independente do aniver, eu “com meu parco conhecimento” (de filhos eu não tenho, mas de aquisição de linguagem eu tenho um pouco) te diria q para o desenvolvimento comunicativo deles o envolvimento com outras crianças pode ser muito produtivo, até para evitar algum tipo de simbiose, ou algo desta natureza! Só um palpite 😉
    Sabe, eu penso que cada história é uma história, Ter a mãe grávida e de repouso no aniver de 2 anos faz parte da história da Mônica… Ter a prima nascendo próximo ao aniver de 2 anos faz parte da história dos meninos…
    Como eles são crianças, eles vão na vibe de suas referências, no caso a Mamis! A sociedade inventa tanta moda, acho q tu tem q fazer o que te deixa bem e eles estarão bem!

    1. Michele Kaiser

      Oi, Vanessa! Se trouxer algo de bom e produtivo, é muito bom que se metem na vida da gente… kkkkkk… Eu quero sim que os meninos socializem com outras crianças, mas não quero ter que fazer uma festa para que isso aconteça, sabe? E para a escolinha eles não irão tão cedo. Concordo contigo sobre a sociedade inventar muita moda. Eu só faço festa quando estou a fim mesmo. E agora confesso que não estou muito… Beijos!

  8. Michele não esquenta a cabeça com isso não, com certeza 3 anos é a primeira festa real para eles. Mas como mãe eu sei, o dia vai chegando e vamos ficando angustiada se não fizermos nada. Então, planeja algo simples como um super café da manhã ou um piquenique no parquinho ou no gramado…vai ser divertido e sem peso na consciência. Beijão.

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pela dica, Ziza! Um beijo!

  9. Vdd Nara, é michele pq n faz um post sobre o feriadão em casa!?

  10. Iara Almeida

    Justo. Na minha casa o príncipe nasceu em Maio e a princesa Julho. O ano que vem 2016 farei um niver duplo pra economizar.

    1. Michele Kaiser

      Temos que nos virar como podemos, né? Quantos anos eles vão fazer?

  11. Regina

    Oi Michele!
    Eu acho que não há problema nenhum em não fazer uma festa grande pros meninos. Quando se é tão pequeno, nem se lembra de festinha, né? Não tenho filhos, mas na minha casa, não era todo ano que tinhamos festa (minha e do irmão mais novo), mas minha mãe sempre fez questão de fazer um bolinho para nós. E quando ficamos mais velhos, além do bolo, a gente ia almoçar ou jantar num lugar que a gente escolhesse. É assim até hoje (tenho 26 anos e o irmão 22) hahahah
    E acho tão fofo como vc conversa com a Mônica, sempre explicando e ela entendendo. Uma mocinha muito querida!
    Beijos pra vcs

  12. Priscila Ponte

    Achei justo 😉

Deixe seu comentário