Comendo sozinhos

Meus meninos têm quase dois anos e ainda não comem sozinhos. Por eles serem trigêmeos, sempre quis cuidar para que todos comessem juntos e a mesma quantidade, já que assim eu poderia ter certeza que todos estavam alimentando-se como deveriam.

Aos 1 ano e 11 meses eu imagino que uma criança já esteja comendo sozinha. Tem agilidade para segurar um garfo ou colher e colocar a comida na boca. Existe o BLW (Baby Led Weaning), onde a criança se alimenta sozinha com a mãozinha, guiando o próprio desmame, desde os primeiros alimentos. Eu teria tentado esse método com a Mônica se o conhecesse, na época que introduzi as primeiras frutinhas. Com os trigêmeos, é tudo diferente. Eu sou um pouco preocupada com a sujeira quando a gente tenta dar algum alimento à trigêmeos e, por isso, tudo na nossa vida é adaptado de uma maneira que vá facilitar o nosso dia-a-dia, e não complicar.

Adoro dar uma banana para segurarem na mão, uma bolachinha, uma maçã… Mas nunca tinha dado o prato para eles tentarem comer sozinhos. Primeiro porque eles fazem a maior bagunça. Segundo porque não tenho como controlar o que cada um está comendo e, terceiro, porque morro de pena do desperdício de comida que fica no chão.

Mas claro que não posso dar comida na boca até eles terem 18 anos, então, resolvi deixar meus receios (e preguiças) de lado e tentar ontem, que era domingo e não tínhamos compromisso. Cozinhei arroz, frango grelhado e batata assada, coisas que achei que seriam fáceis de colocar no garfinho e levar à boca. O resultado foi esse:

IMG_1892 - durante

Durante o processo…

IMG_1893 - depois

Ao final do almoço…

Apesar da confusão, a experiência foi positiva. Ensinei como fazer, ajudando a fincar o garfo no frango, mas eles gostaram mesmo foi de ficar batendo os talheres no prato. O Matheus foi quem se saiu melhor. Ele conseguiu levar a comida ao garfo e à boca mais vezes porque foi o único que se concentrou na atividade. Os outros só queriam brincar e rir. Tive que ir dando a comidinha junto para me certificar que estavam almoçando.

Embora ainda seja cedo para afirmar certeza, foi divertido constatar que aqui em casa tenho quatro filhos: dois canhotos e dois destros! Mônica é canhota e tivemos certeza disso esse ano, na escola. Às vezes acho que ela é ambidestra, mas, ainda sim, usa bem mais a mão esquerda. Acredito que o Marcelo também vai se desenvolver canhoto por muitas vezes escolher a mão esquerda nas atividades, inclusive agora para pegar o garfo. Murilo e Matheus são destros. Matheus adora brincar de jogar seus brinquedos na caixa e sempre faz isso com a mão direita. Para comer usou a mesma mão. Murilo sempre brinca com a mão direita e ela foi a escolhida para levar a comida à boca, embora ele tenha gostado muito de pegar o frango com a mão mesmo…

Vamos ver como eles se saem nessa nova atividade nos próximos dias. Até mais!

7 comentários

  1. Jaquelline Silva

    Canhoootos <3
    Que legal sua percepção Michele!! E lindo a forma carinhosa que observa isso.
    Infelizmente ainda existem muitos adultos que tentam reprimir canhotos, tentando obrigar o desenvolvimento do lado direito como se isso fosse uma opção da criança.
    Parabéns pelos lindos filhos e pela incrível mãe que vc é!!!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo carinho, Jaquelline! Não sei porque o grande mistério quanto à isso. Deixa escreverem e pegarem o garfo como quiserem, né? Bjs.

  2. Mariane

    Hehe, certissima , já está na hora de começarem… Augusto tem a mesma idade deles…começou comer sozinho c 1a ano e 4m…é uma folia só, (não te julgo, pq faria o mesmo), se com um tenho bastante serviço… Heheheeh… E sobre canhotos, oiiiiiin, é lindooo demaaais, sou canhota, o filhote é canhoto, mas minha sogra quando vê qse pira!!! Kkkkk, problema todiiiinho dela. é o maio charme!!! Bj p vcs

    1. Michele Kaiser

      Mania de implicância, né? Minha vó faz tudo com a mão esquerda, exceto escrever. Ela escreve com a letra bem tremida. Deve ser porque, na verdade, é canhota e nunca deixaram ela ser. Minha tia Dione é canhota, minha Mônica é canhota. Acho que meu Marcelo também será. Deixa, né?

  3. Talita

    Olá Michele,
    Deixar as crianças se alimentarem sozinhas é fundamental para desenvolver a autonomia delas. A sujeira faz parte… com três então, maior ainda. Mas o quanto antes iniciar o processo, mas rapidamente irão aprender. Adoro sua sinceridade nas postagens, que refletem realmente o dia a dia das mães, aflições, dúvidas, preocupações…

    Abraço, Talita.

    Dica: Pratos fundos são mais fáceis para as crianças pegarem a comida e não cair para fora do prato.

  4. Regina Braga Fernandes

    São lindos comendo! rs
    Eu sou canhota e nunca senti repressão, o meu pai também é, puxei isso dele rs
    Acho lindo ser canhoto porque poucos são. O melhor é deixar eles te mostrarem igual vc fez,do que forçar como tem gente que faz.

    Senti apenas na faculdade o lado ruim de ser canhoto, pois não tem muitas cadeiras rs

    bjs

    1. Michele Kaiser

      kkkkkk… Tb acho lindo! Vários recessivos por aqui! Bjs!

Deixe seu comentário