2 anos dos trigêmeos e muitas emoções

Hoje é o dia do segundo aniversário dos trigêmeos. Não adianta, em datas como esta passa um filme na minha cabeça… Afinal, são dois anos de muitas emoções!

Não pense você que é fácil descobrir-se grávida de trigêmeos. Embora diversas pessoas, quando ficam sabendo que tenho trigêmeos, me digam: “nossa, que coragem”, mal sabem a covarde que eu sou. Acho que ter trigêmeos ou muitos filhos nada tem a ver com coragem, mas sim com persistência, luta e superação de muitos obstáculos diários.

Começa pela gravidez. Depois de descobrir que esperam trigêmeos, poucas mulheres ficam felizes e radiantes, a grande maioria fica nervosa e apavorada. Muitas dúvidas pipocam a cabeça da gente: “como vou cuidar de três?”, “como vou amamentar três?”, “como vou sustentar três?”, “até quantas semanas conseguirei levar a gestação?”, etc. Aí vêm muitas semanas de cuidados extremos, repouso, consultas e ecografias muito frequentes. Durante a gestação, a gente quase morre de tédio (afinal, não dá pra fazer nada, só repousar e repousar para segurar bem os bebês). Quando eles nascem, a grande maioria das mães fica naquela maratona de UTI neonatal por um tempo. As sortudas que não passam por isso e levam os bebês direto para casa também não tem uma vida lá muito fácil porque precisam se acostumar com a nova rotina e correria de cuidar de três bebês pequenos e indefesos ao mesmo tempo. E algumas ainda têm que cuidar de filhos mais velhos. E outras não têm sequer a mãe por perto ou podem contratar uma babá.

Os primeiros meses são difíceis, mas a gente faz o melhor que pode para dar conta de tudo! Quando eles completam um ano as coisas melhoram, mas tudo só fica lindo e maravilhoso quando eles dormem a noite toda e não ficam mais doentes com tanta frequência. Há mães que relatam que isso demora muitos anos para acontecer, outras sortudas conseguem fazer os filhos múltiplos dormirem várias horas seguidas já nos primeiros meses de vida.

Eu? Eu sofri para caramba! Só eu e meu marido sabemos o que passamos, a bem da verdade é essa. Mesmo com a ajuda da minha santa mãezinha e do meu santo paizinho, que se desdobraram para nos ajudar por quase 1 ano e meio, a luta do dia-a-dia, com muita angústia, aflição, alegria, preocupação, cansaço e outros muitos sentimentos, quem conhece somos nós. Mesmo que tenhamos uma babá para nos auxiliar no cotidiano, o peso da responsabilidade em ser pais de nossos filhos é algo que cabe somente à nós dois.

E é por isso que hoje me sinto uma vencedora. Hoje, me sinto vitoriosa por ver meus filhos com saúde, bem cuidados, e cheios de carinho para nós. Às vezes nem acredito que já chegaram aos dois anos porque, apesar de tudo, a sensação é de que passou muito rápido. Há dois anos eu estava recebendo meus trigêmeos prematuros depois de 34 semanas de gravidez. Hoje, tenho três meninos lindos correndo e dando gargalhadas pela casa. Hoje, tenho quatro filhos muitos especiais que enchem nosso lar de alegria e felicidade. E é só isso que importa.

Em breve, post com a festinha de aniversário. Até mais!!!

8 comentários

  1. Severina

    Parabéns pela linda família! Que Deus os abençoe! Adoro ler seus relatos, tenho filhos quase na fase adulta então, mato as saudades de quando eram pequenos com seus depoimentos. Um grande abraço.

    1. Michele Kaiser

      Ah, que legal, Severina! Continue acompanhando a gente! Beijos!

  2. Thais Nicolini

    Parabéns Tri!! E parabéns aos pais que resistiram bravamente, hehe
    Bjs

  3. lucirene de souza

    Parabéns por tudo! 😉

    1. Michele Kaiser

      Obrigada, Lucirene!! Beijos!

  4. Mariane

    Amados, só posso desejar saúde!! Agora lembrei quando comecei te seguir, estava no final da gestação tb… e enfrentamos a UTI ‘juntas’,quando lembro nem parece que aconteceu, ele é tão perfeito, tão grande… nem dá p acreditar que passa tão rapido.

  5. Michele, parabéns pelos filhos lindos. Descobri recentemente que estou grávida de tri, sem nenhum tratamento… estou em choque ainda rsrs. Muitos sentimentos misturados e um medão de tudo que vc já citou aqui no blog. Seus bebês ficaram na UTI neo por muito tempo? Gestante de tri pode viajar? estou com 7 semanas e tinha uma viagem programada pra qdo estivesse com 4 meses de gestação, mas não sei se posso ir ou não.

    1. Michele Kaiser

      Parabéns, Dama! Olha, meus bebês ficaram 15 dias na UTI neonatal. Foi horrível, mas, ao mesmo tempo, foi bom. Eles não tiveram nenhuma intercorrência. Quanto à viagem, acho que você tem que falar com sua médica. Como são trigêmeos, a gravidez é de risco. Com 20 semanas, você já vai estar bem grandinha (experiência própria), então talvez nem se sentirá confortável para viajar, especialmente de avião. Se for para um lugar curto, com boa estrutura hospitalar, aí quem sabe. Para que arriscar, né? Conversa com seu obstetra e me conta! Obrigada por nos acompanhar!

Deixe seu comentário