Como fiz meus filhos de 2 anos voltarem a dormir

Nesses últimos dois anos, tivemos muitos altos e baixos. E o sono com certeza foi um dos assuntos mais postados e discutidos por aqui. Era uma das minhas grandes preocupações quando me descobri grávida de trigêmeos: será que algum dia eu voltarei a dormir uma noite inteira?

Até que não foi tão difícil como eu imaginava. Com poucos meses os meninos já dormiam ao menos umas cinco horas direto. Isso acontecia porque fazíamos o ritual do sono: iniciávamos com o banho às 21h e depois a mamadeira às 21h30. Quando passaram a segurar a mamadeira, colocávamos direto no berço para que dormissem lá mesmo e não no nosso colo. Dizem que quando a criança adormece no colo, se ela acordar-se durante a noite e perceber que não está onde adormeceu, se desespera e procura pela situação em que estava quando dormiu. Se adormece no berço e acorda, reconhece o local através dos elementos construídos para que adormecesse e volta a dormir sem chorar.

Quando começaram a introdução alimentar, fazíamos o ritual com o jantar às 19h, o banho às 20h e o sono às 21h. Colocávamos no berço com a mamadeira (por alguns meses de leite, mas depois não quiseram mais e passamos a dar com suco). Os elementos do sono consistiam em: cobertinha azul, bico e bichinho de pelúcia (no caso deles, o George, irmãozinho da Peppa Pig). Cada mãe pode construir como quiser. Nós tínhamos esses três elementos e funcionavam. Com exceção de dias em que ficaram doentes, eles dormiam quase a noite toda. Mas, claro, como são três, às vezes acontecia de um deles acordar durante a noite e querer fazer tudo, menos dormir. Aí eu tinha que ficar acordada mesmo, me virar nos 30 e tal e coisa.

Fiz meus filhos de 2 anos voltarem a dormir

Só que há cerca de um mês, eles simplesmente começaram a dar uma volta na gente. Não aceitavam mais o nosso ritual e a nossa rotina de costume e, de uma hora para outra, passaram a dar trabalho para dormir. Não queriam dormir, choravam e brigavam na hora de tomar a mamadeira e só dormiam porque meu marido pegava um por um no colo e os fazia dormir. Essa técnica resultava em diversas acordadas com muito choro durante as madrugadas e todos os filhos quase todas as noites dormindo conosco. Ou seja, estávamos deixando eles fazerem só o que quisessem. E isso não é bom para nenhuma das partes envolvidas.

Até que, em uma das noites, ninguém dormiu. Dois dos trigêmeos acordaram às 1h30 e ficaram acordados até às 4h30, quando o terceiro acordou. Naquela noite, nem meu marido nem eu dormimos. Foi o caos! Estávamos acostumados a dormir pouco ou mal, mas não estávamos mais acostumados a não dormir.

A situação fez com que tomássemos atitudes diferentes. Há exatamente uma semana, resolvi tomar as rédeas da situação e colocar ordem no galinheiro! Depois de terem jantado e tomado banho, escovei os dentes das criaturinhas e levei os três para o quarto deles. Coloquei cada um em sua caminha, dei as cobertinhas para todos e o bico para o Matheus e para o Marcelo (Murilo deixou o bico por conta própria há alguns meses), expliquei de maneira firme que tinham que dormir, desliguei a luz e fiquei no quarto deles cantarolando um nana-nenê, fazendo “pronto-pronto” nas bundinhas e fazendo “shhh” para que ficassem quietinhos. Sentei um pouco na caminha de cada um e aos poucos eles foram sossegando e adormecendo. Em alguns momentos, todos choravam, mas eu conversava, explicava e fui levando. Demorou cerca de 40 minutos, mas eu estava determinada. Não sairia daquele quarto sem atingir meu objetivo. Fui teimosa persistente.

filhos de 2 anos voltarem a dormir

Marcelo e os elementos criados para a construção do ritual do sono.

Naquela madrugada, cada um acordou chorando uma vez. Mas consegui ir até o quarto e fazê-los dormir de novo da mesma forma. Na tarde seguinte, fiz o mesmo com a soneca depois do almoço. Na noite seguinte, segui o mesmo roteiro. Demorou apenas 20 minutos para todos dormirem e… todos dormiram a noite toda!! Isso mesmo! A noite todinha! Eu coloquei minha cabeça no travesseiro a meia-noite e acordei sozinha cinco minutos antes do meu despertador, às 6h55. Dormi praticamente sete horas seguidas, sem interrupções!

Nas noites que seguiram, realizei o mesmo procedimento e eles continuaram dormindo bastante e muitas horas seguidas. Estão dormindo praticamente sem acordar das 21h às 7h. O horário é ótimo, mesmo que acordem cedo para caramba.

Com quatro filhos, incluindo trigêmeos, a gente precisa ter uma rotina e um treinamento quase militar para conseguir viver feliz. Aqui em casa, rotina é sinônimo de felicidade porque conseguimos nos programar e sobra espaço e tempo para fazer todas as atividades que precisamos. Criança que dorme bem, é criança feliz. Criança que dorme bem tem pais bem mais felizes também…

filhos de 2 anos voltarem a dormir

Pai feliz, filho feliz! Matheus com papai Maurício.

Até mais!

Leia mais posts sobre o sono

14 comentários

  1. veralucia

    Olhe meninada, dormir é necessario. Mas é isso aí, da duro nestes bambini. Lindos.

    1. Michele Kaiser

      Botando ordem no galinheiro! kkkk

  2. Mariane

    Quando eles são pequenos seguimos a rotina religiosamente, mas depois acabamos desapegando dessa coisa tão necessária.
    Vou seguir essa fica de fazer Augusto dormir na cama, pois não está fácil acordaram 2 até 3x de madrugada há 2 anos já! 🙂 Que continue dando certo p vcs. Super bj

    1. Michele Kaiser

      Tem razão, com a Mônica às vezes eu me desapego da rotina, mas é a melhor coisa que tem para a gente viver bem. Um beijo!

  3. Viviane

    Adorei o post, adorei o novo site!
    Realmente se não dormimos bem… não temos paciência… não somos ninguém!

    1. Michele Kaiser

      Que bom que você gostou do post e do novo layout, Viviane! Concordo com você, a falta de sono nos transforma. Beijos!

  4. Nayara Abreu

    Amei….
    Também tenho gêmeos (mas só dois rs) e dormem das 20:00 as 23:30 (mamam) as vezes mamam dormindo, e vão direto até a 7:30…mamam e cochilam novamente até as 9:00….
    Rotina é a melhor e mais necessária opção!
    Acompanhando o blogue!
    Lindos seus Babys!

    1. Michele Kaiser

      A rotina é essencial na vida de quem tem múltiplos, né, Nayara? Quanto tempo têm seus gêmeos? Obrigada por nos acompanhar! Beijos!

  5. Tamila

    Oi, Michele! Nunca comentei aqui, mas acompanho há um bom tempo, desde que vi a reportagem no G1 dos trigêmeos idênticos ruivos do RS (:
    Sou simplesmente apaixonada por múltiplos, meu sonho desde pequena é ser mãe de trigêmeos/gêmeos idênticos homens! *-*
    Quero te parabenizar por seu uma mãe exemplar pra mim (que ainda não sou mãe), por toda sua paciência e amor pelos quatro filhos. Adorei o novo layout, ficou show! Continue sempre compartilhando seu dia a dia, acho o máximo! (: beijos.

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada por nos acompanhar há tanto tempo e por todo o seu carinho, querida! Que bom que você gostou do layout novo! Beijos!!

  6. Eu acho incrível quando alguém consegue dar um jeito no sono do bebê tão rápido. Minha Bebe nunca dormiu na minha cama, mas até 1 ano de idade eu acordava várias vezes com ela choramingando e eu colocando chupetas pra acalmar e voltar a dormir. Resultado sempre fiquei exaustaaaaaa.
    Agora deixei ela ficar na minha cama pq cansaço já estava insuportável. E acredita que ela ainda chora várias vezes durante a noite…ou seja apesar de não mamar de madrugada ela nunca dormiu a noite toda.

    1. Michele Kaiser

      Talvez seja importante você tentar fazer a construção do ritual do sono, com os elementos que ela vai encontrar na cama no meio da noite (quando acordar) e se sentir segura. Aqui utilizamos o George de pelúcia e a cobertinha azul. É importante deixar com que o filho durma sozinho na cama e, se acordar na madrugada, reconheça onde está. Bom também começar lá pelas 20h a baixar o volume dos barulhos da casa e as luzes. Dar banho para acalmar um pouco antes de dormir também ajuda. Beijos.

Deixe seu comentário