Nossa árvore de Natal

Vem chegando o Natal e, com ele, os preparativos para esta data tão especial para a maioria das pessoas. Eu mesma adoro o Natal e, tendo tantos filhos, imaginei o quão legal seria uma linda árvore montada aqui na minha sala. Imaginei-me montando a nossa árvore de Natal, que comprei quando casei, há quase 10 anos, e sempre sonhei em enfeitá-la com meus filhos. Imaginei que, esse ano, seria muito divertido convidar todas as crianças para me ajudar a colocar as luzinhas, as bolinhas, os presentinhos, os laços e fitas…

Aí caí na real. Uma árvore de Natal lindamente enfeitando a minha sala? A pobre coitada da sala que já sofreu a perda de duas televisões de LED (trigêmeos quebraram), do computador (tive que tirar daqui para não ser a próxima vítima) e do telefone sem-fio (vítima de arremesso à distância)? É, me dei conta de que era ilusão. Uma coisa linda que vou ter que deixar para o ano que vem (e olhe lá!).

Montando nossa árvore de Natal

Quero sim que meus filhos vivam esse momento feliz e lúdico do pinheirinho. A Mônica queria muito montar a árvore, estava me pedindo há dias. Mas quando comecei a colocar em prática o plano de montar minha linda decoração natalina, percebi que o problema nem era eles derrubarem a árvore ou quebrarem as bolinhas. Nossos enfeites são de plástico forrado, não quebram fácil. As luzinhas são daquele tipo que não tem ponta, os presentinhos são de papel. O problema, na verdade, é o perigo desses meninos colocarem tudo na boca! Vai que eu estou fazendo algo e me distraio por um minuto… É o tempo suficiente para os meninos tirarem aqueles enfeites pequeninos e engolirem uma pecinha perigosa!

Mas não poderia deixar a pobrezinha da minha filha sem montar seu pinheirinho, né? Então, a solução foi essa: montei a árvore de natal na minha sala de aula, meu local de trabalho. Já contei por aqui que eu sou professora de inglês e dou aulas em uma sala que alugo no térreo do prédio onde eu moro. Então convidei a Mônica para deixarmos a árvore lá, linda e intacta, e disse à ela que poderia ir visitá-la quando quisesse. Resolvemos montar no sábado à noite, depois de os maninhos já terem ido dormir. Eu só montei a árvore e coloquei as luzes. O resto foi ela que fez! Claro que ajudamos um pouquinho, mas pensa em uma menina orgulhosa de seu trabalho!

nossa árvore de Natal

Mônica com sua árvore de Natal.

Hoje, depois de tudo pronto, foi a vez de levarmos os trigêmeos para conhecerem a árvore e verem suas luzinhas brilhantes. Bem, como ainda são bem novinhos, não deram muita atenção. Eu até fiquei satisfeita por eles não terem achado muita graça, por enquanto. Assim não me senti culpada por não ter montado a árvore em casa.

Confirmando minha expectativa, eles tentaram arrancar muitos enfeites e, em uma das tentativas de puxar, conseguiram, enfim, derrubar a árvore no chão! Por nossa sorte, nada aconteceu porque nossos enfeites não são perigosos, como mencionei anteriormente. Mas serviu para vermos que, realmente, não poderíamos dormir tranquilos pensando que há uma árvore de natal e seus pequenos enfeites no meio de nossa sala.

nossa árvore de Natal

Estavam curiosos, mas durou pouco.

nossa árvore de Natal

Opções de árvore de Natal seguras

Para as mães que sofrem com o mesmo problema (medo que o filho derrube a árvore e se machuque), a dica é montar a árvore em local inacessível à criança, ou usar os modelos de feltro pendurados na parede. Seguem exemplos:

nossa árvore de Natal

Foto de árvore de feltro feita por artesã, enviada à mim por Josie Raya. É fácil de montar e desmontar e as crianças adoram.

nossa árvore de Natal

Fácil de fazer em casa! Reprodução da internet.

nossa árvore de Natal

Feita de feltro. Reprodução da internet.

nossa árvore de Natal

Pendurada em canto da parede. Imagem reproduzida da internet.

Até mais!!

Deixe seu comentário