5 coisas que não se deve dizer a uma mãe de folga

Quando a gente se torna mãe, entende o quanto é cansativa a adaptação e a rotina com filhos. A gente aprende a trocar fralda, amamentar. Acostuma a dormir menos e se adapta à nova vida. Mas é também importante a gente conseguir ter um tempinho para nós mesmas para não surtar e lembrar quem a gente era antes da maternidade, não é? Mãe merece folga de vez em quando.

Mas quando a gente finalmente arruma um tempinho para ir ao salão fazer as unhas, cortar o cabelo, ou simplesmente ir ao cinema com as amigas, escuta alguns comentários desagradáveis. Pior de tudo é que eles vêm de outras mães, que geralmente se encontram em situação parecida. Por isso, nunca diga essas coisas a uma mãe que finalmente arrumou um tempinho para cuidar de si:

1) “Com quem você deixou as crianças?” Parece que sempre que a gente sai de casa sem os filhos (principalmente eu, que tenho muitos), precisamos dizer ao mundo com quem estão as crianças. Nós temos uma funcionária (que é babá e arruma a casa quando os meninos estão na escola) e geralmente é com ela que deixo. Senão, deixo com o papai. O papai cuida muito bem deles.

2) “Você tem coragem de deixar com o pai?” A gente precisa deixar o pai ser pai. Quando precisamos de ajuda, pedimos para as avós ou outras mulheres. Mas se nossos maridos estão dispostos a cuidar, vamos deixá-los passar mais tempo com eles! Meu marido cuida muito bem, dá atenção, brinca. Ele é mãe e pai quando não estou em casa.

3) “Ah, tendo babá é fácil”. É mais fácil, com certeza. Aconselho que todas as mães tenham alguém que possam deixar os filhos umas horinhas pelo menos uma vez por semana. Seja para sair com as amigas, ir ao salão, ou simplesmente dormir um pouco.

4) “Você tem coragem de deixá-los para fazer a unha?” Geralmente é rápido. Fazer a unha renova os ânimos de muitas mulheres. Nisso me incluo. As mulheres cuidam melhor dos filhos quando estão de bem com elas mesmas. Vocês não acham?

5) “Você não trabalha. Por que tem babá?” Eu tenho babá, mas trabalho. Porém, em alguns turnos que estou em casa, a babá também está e, por isso, me perguntam com frequência o porquê de eu ter uma babá se estou em casa. Bem, eu aproveito esses momentos para ir ao mercado, fazer feira, fazer exercício. Cuido da casa e cuido de mim. Mas eu passo bastante tempo com meus filhos também. Não me faça sentir culpada por isso.

não se deve dizer a uma mãe de folga

4 comentários

  1. acho que a pior de todas é perguntar se tem coragem deixar com o pai,tenho amiga que tem um menino de 2 anos e ela é manicure,o dia mais movimentado pra ela é sabado e o marido trabalha de segunda a sexta,então sabado desde que o filho dela nasceu praticamente quem cuida do bebe é 100% o marido dela aos sabados,e ela falo q ele cuida dela ate melhor que ela mesma.

    1. Michele Kaiser

      Meu marido tb se sai melhor que eu! ô gente inconveniente!! Beijos.

  2. Helen

    Eu super apoio essa ideia de deixar o pai ser pai. Eu ainda não sou mãe e nem tenho planos por enquanto, mas se um dia eu for vou fazer questão de deixar o pai ser pai. No geral o melhor é fazer como os pinguins de madagascar acenar e sorrir porque argumentar com algumas pessoas é como fazer um camelo passar pelo buraco da agulha.

    1. Michele Kaiser

      Hehehehehe. Tem homens que não se interessam tanto em ajudar e é por culpa deles que todos levam má fama… kkkkkk… O meu ajuda e a gente tem que incentivar mesmo. É lindo ver a reciprocidade do amor do meu marido e meus filhos. E eu o amo mais por isso. Um beijo!

Deixe seu comentário