A primeira ida ao cinema

Pipoca, fila, bagunça, sono, despesas exorbitantes e brincadeiras. Esse foi o resumo da primeira ida ao cinema dos trigêmeos. Resolvemos ir assistir ao filme Meu Malvado Favorito 3 em um dos cinemas da cidade. Mesmo com o frio que vem fazendo aqui no sul (hoje de manhã estava -2°C!), resolvi cumprir minha promessa e levar a filharada ao cinema.

A Mônica já tinha ido duas vezes. Viu Cinderella, em fevereiro de 2015, e Procurando Dory nas férias de inverno de 2016. Mas os meninos nunca tinham ido e eu não tinha a menor ideia de como seria esta primeira vez.

Eles nunca assistiram um filme inteiro sem dormir. Nem mesmo em casa, na televisão. Eu adoro ir ao cinema e, como agora eles estão maiores, eu queria ter essa experiências de levá-los fazer alguma coisa diferente. Eu estava quase me aventurando a levar os quatro sem ajuda nenhuma porque queria ver como eu me sairia. Mas, caí na real quando me dei conta de que algum deles poderia querer fazer xixi no meio da sessão e eu teria que levar todos os outros junto.

Primeira ida ao cinema

primeira ida ao cinema

Pois bem… Ontem a noite convidei uma prima nossa para me acompanhar. Ela é sempre parceira para me ajudar com a filharada, então topou na hora! Eu quis ir na terça-feira porque é o dia da promoção do cinema. Como seríamos 6, escolhi o dia que todos pagam meia entrada. Porém, sempre gosto de me prevenir e decidi comprar os ingressos pelo site. Aí que começou a Lei de Murphy: não dava para comprar pelo site com promoção e teríamos que comprar direto na bilheteria. Mas eu imaginei que na hora estaria lotado. Mais uma vez, a prima parceira resolveu nosso problema e foi lá de manhã e comprou nossos ingressos! Foi excelente porque as filas estavam enooormes!

A sessão era às 14h e chegamos às 13h15. Não tínhamos pressa porque os 6 ingressos estavam garantidos. Porém, queríamos pipoca para as crianças e quase ficamos sem! O cinema tinha uma fila quilométrica para comprar a pipoca e quase nos atrasamos para a sessão. Gente, será que eles não se dão conta que em dia de promoção tem que colocar mais gente atendendo nos guichês da comida? Tinha uma pessoa apenas para atender toda aquela multidão! E só quando foi chegando perto do horário da sessão que apareceu mais um.

Entramos na sala às 13h55. Compramos os 6 ingressos em dois trios. Sentei no meio do Matheus e do Murilo e a prima sentou com Marcelo e Mônica na fileira da frente. Compramos dois baldes de pipoca doce e salgada misturadas para os quatro. Murilo e Matheus reclamaram que queriam um balde para cada! Saí do meio dos dois e sentei na ponta, assim eles dividiram sem brigar muito.

Matheus e Murilo dividindo a pipoca.

O filme começou e eles foram comendo. Quando enjoaram de tanto comer pipoca, começaram a reclamar. Matheus dizia que o filme era muito comprido, não acabava nunca, e que as pessoas do filme (os personagens) falavam muito. Reclamou que estava com sono. Murilo começou a dizer que estava muito cansado. E estávamos apenas nos primeiros 20 minutos! O Matheus começou a falar muito alto que queria que o filme acabasse. Convidei-o para sentar no meu colo e ele dormiu. Olhei para o lado e Murilo havia dormido no assento também.

Enquanto isso, Mônica e Marcelo assistiam ao filme. Não dormiram em nenhum momento e não reclamaram de nada. Aguentaram acordados os 96 minutos de filme. Quando terminou a sessão, foi difícil convencer Matheus e Murilo a se levantarem e irem embora. Estavam em um sono pesado!

Depois do cinema, passeamos um pouco mais pelo shopping, eles brincaram em um local que tem brinquedos e depois ganharam um lanchinho. No caminho do shopping até em casa, Marcelo dormiu no carro. Eu cheguei em casa muito mais cansada do que em qualquer outro dia que saio para trabalhar!

Veja o que fazer em Caxias do Sul nas férias de julho

Cuidar de crianças de férias requer disposição e criatividade! O cinema é uma boa opção, mas meus filhos não aguentam muito tempo sentadinhos quietos no escuro, ficam com sono. Acho que eles precisam crescer um pouco mais para curtir um filme inteiro. Amanhã os levarei a um local aqui da cidade que oferece colônia de férias. Espero que brinquem bastante e se cansem muito porque, sério, eu tô morta e eles estão aqui na minha volta cheios de energia! Até mais!

4 comentários

  1. Evlly

    que lindos! sou aqui de Recife-PE, e não consigo imaginar o tamanho do frio que deve estar aí. hahaha… acho que não sairia nunca de casa!

    1. Michele Kaiser

      kkkkkk… Com -2°C como fez aquele dia, nem a gente acredita que conseguiu sair de casa. Beijos!

  2. Meu filho tem 2a7m e é super hiper ativo, daquelas crianças que não param quietas pra nada e vive pulando/escalando/correndo. Mas milagrosamente filme ele ama e consegue ficar sentado um filme inteiro desde bem pequeno! Não sei se influenciou o fato de que desde recém nascido eu levava ele toda semana nas sessões de mães e bbs, era minha chance de continuar vendo filmes que amo. Levei nesse do Malvado Favorito há umas semanas atrás e meu filho ficou vidrado na tela o tempo todo, vibrava qd os minions apareciam e no final até bateu palma sozinho! haha Foi ótimo pq eu e marido aproveitamos pra tirar um cochilo durante a sessão, já que é a única chance que temos de descansar com nosso mini furacão. Mas eu achei o filme meio violento pra crianças pequenas, não gostei do enredo tambem não. O favorito do meu filho (e meu) é o “Mogli – o menino lobo”, talvez pelos animais serem reais meu filho ama de paixão e eu adoro também porque visualmente o filme é lindo e a história super envolvente.

    1. Michele Kaiser

      Que interessante. Não achei violento. Sei lá. Mas os meus acham chato ficar parado tanto tempo vendo filme. Um beijo.

Deixe seu comentário