Aniversário de 4 anos do blog

Sem dúvidas a data 14 de agosto é muito importante para mim. Em 2004, me formei em jornalismo pela Unisinos, em São Leopoldo-RS. Nove anos mais tarde, em 2013, foi em 14 de agosto que, tendo descoberto a gestação surpresa de trigêmeos, decidi iniciar este blog. E hoje é o aniversário de 4 anos do blog. O tempo voa!

Escolhi cursar jornalismo e iniciei a faculdade aos 17 anos, no início de 2000. Fiz estágio em TV, jornal e assessoria de imprensa. Mas foi no último semestre da faculdade de jornalismo que descobri o que eu realmente gostava de fazer: dar aulas de inglês. Poxa vida, estava me formando em uma coisa que eu não estava muito a fim de exercitar, tendo em vista que o trabalho como professora me parecia mais interessante e recompensador.

Mesmo assim, trabalhei em jornal diário e em agência de publicidade nos três anos que seguiram minha formatura. Mas em 2008 eu resolvi largar mesmo o jornalismo e ser apenas professora de inglês, uma atividade mais calma e que me trazia mais tranquilidade e menos cobranças. Foi somente em 2013, depois de descobrir que eu estava grávida naturalmente de trigêmeos que meu instinto de “contadora de histórias” foi novamente provocado. No tédio de minha precoce licença maternidade (o repouso que fui forçada a fazer com 25 semanas de gestação trigemelar), sucumbi à sugestão de minha irmã em “fazer um blog” e me vi de volta ao jornalismo.

O início do blog

Eu havia reclamado que não me identificava muito com os tantos blogs de mãe que existiam porque minha realidade ia ser outra. E os poucos blogs de múltiplos com os quais me deparei traziam informação e relatos durante a gestação, mas quando as mamães tinham seus filhos os blogs cessavam e nada havia sobre a rotina doida depois do nascimento. Claro, depois de ter os filhos as prioridades mudavam e as mães não tinham mais tempo para escrever. Aparecia um relato ou outro espaçado em seis meses ou um ano. E eu louca para saber como aquelas pessoas tinham se virado depois do nascimento de três filhos ao mesmo tempo.

Quando decidi fazer, então, o blog, nem nome eu tinha para ele. Pensei em muitos, mas o único nome que me soou correto era “Os Trigêmeos da Michele”. Eu queria que o blog tivesse a palavra “trigêmeos” e queria que as pessoas soubessem quem eu era. Mas a escolha do nome sempre me trouxe um pouco de dor no coração porque surgem sempre perguntas de “por que você excluiu a Mônica do blog?” ou “por que o blog se chama Os Trigêmeos da Michele se você tem uma filha mais velha?”. No calor do momento da criação do nome eu não tinha em vista fazer um ‘blog de mãe’. Eu queria apenas relatar minha rotina e dividir minhas angústias. Com esse nome, penso que poderei falar sobre os meninos e a vida com múltiplos até quando eu tiver vontade. Não importando se eles cresceram – se são crianças ou adolescentes.

Quando criei o blog eu sentei em frente ao computador, entrei no wordpress e criei ostrigemeosdamichele.wordpress.com, sem nenhum planejamento. Não havia pensado no blog como uma coisa grande e profissional. Não sabia nada sobre o assunto. Quando o blog tinha 10 meses, um colega de faculdade, funcionário do globo.com, nos indicou para uma entrevista. Foi a transformação do blog.

O divisor de águas

O recorde de acessos era 625 pessoas em um dia. Naquele dia (31 de julho de 2014), tivemos mais de 60 mil visitantes. Nem sei como a plataforma gratuita aguentou. Naqueles dias seguintes, fomos convidados para entrevista na afiliada da Rede Globo aqui do estado, saímos em jornal e fomos notícia em diversos sites. Foi o divisor de águas. Contratei uma empresa para fazer logotipo e personalização do blog e passei a me informar mais sobre o assunto e a dar mais importância para o blog na minha vida. Hoje temos 29 mil seguidores no Instagram, 66 mil seguidores em nossa página no Facebook, quase 10 mil inscritos em nosso canal no YouTube e uma média de 65 mil visualizações de página por mês nos últimos 6 meses no blog. Nosso ponto alto foi um convite para participar do programa Encontro com Fátima Bernardes em fevereiro de 2016 e os três comerciais (Vivo, Banrisul e Dorflex) que fizemos.

Depois de algum tempo não me pareceu sábio trocar o nome do blog, mas ainda tenho este quê de arrependimento de não ter acrescentado a Mônica ao nome. Não sei como teria feito, mas poderia ter feito, tivesse eu pensado no blog mais profissionalmente e investido nele desde o início.

Não é sempre que dá tempo para atualizar as coisas por aqui. A frequência com que consigo atualizar as redes sociais com vídeos e fotos também, às vezes, deixa a desejar. Mas enquanto eu continuar recebendo e-mails e mensagens tão queridas pela internet falando do meu trabalho no blog Os Trigêmeos da Michele, continuarei me dedicando à esta tarefa. Ter o apoio e carinho de tanta gente e ainda saber que posso ajudar algumas pessoas com a minha experiência de mãe de quatro filhos, me deixa muito mais do que feliz: dá sentido à minha vida.

Muito obrigada a vocês, queridos(as) leitores(as) e seguidores(as), por nos deixar invadir a vida de vocês com um pouquinho da nossa! Continuem nos acompanhando! Um beijo e até mais!

4 comentários

  1. Vanessa Giacobbo

    Guria, primeiramente parabéns pelo blog!
    Sou mãe do Antônio de 3 meses, logo que soube que estava grávida achei teu blog e sigo desde então é ADORO!!! Recomendo sempre para minhas amigas mamães.
    Eu não tinha visto a participação de vocês no Encontro. O que foi a felicidade da Mônica com a Galinha Pintadinha?? E ainda pensando no mano também..
    Parabéns pelo blog e pelos filhotes!!!

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada pelo carinho, Vanessa! Obrigada por nos acompanhar e por nos indicar para as amigas! Adoro receber este feedback de quem nos acompanha. Às vezes me sinto cansada e sem inspiração. Estes comentários renovam e me motivam. Muito obrigada!!!

  2. Karoline Possobom

    Parabéns Michele!!!Tenho certeza que esse blog é um quinto filho,não é mesmo?!Te admiro muito pelo teu cuidado,e me surpreendo com a frequência de post por aqui!!Não tenho trigêmeos mas sua maneira de lidar com a maternidade de quatro me cativa!!Espero que o sucesso só aumente!!Um beijo em cada criança sua!

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada por torcer pelo sucesso do blog e por nos acompanhar por aqui! Um beijo grande!

Deixe seu comentário