Cama elástica é segura?

Recentemente a gente vem se deparando com uma situação inusitada nas festas de aniversário: a cama elástica é segura?

Nos últimos 30 dias, dois dos meus meninos machucaram uma das pernas pulando na cama elástica (ou pula-pula, como são muitas vezes chamadas). Na primeira vez que aconteceu, pensei que era porque estavam em três crianças na cama elástica e haviam se batido e se machucado. Mas na semana passada, Murilo pulou e se machucou sozinho. Pelo que pude entender no momento, ele deu um mau jeito no joelho devido ao impacto que os pulos causam.

cama elástica é segura?

Murilo, Matheus e Marcelo pulando na cama elástica.

A gerente de uma casa de festas aqui na cidade em que moro contou uma situação de uma menina que trincou o fêmur pulando em uma cama elástica. Disse que a menina tinha apenas um ano e que o pai forçou o elástico para que ela não precisasse pular e apenas se balançasse no brinquedo. A menina acabou perdendo o equilíbrio e, ao cair sentada, o balanço fez com que desse um mau jeito também no joelho.

Conversando com uma pediatra amiga da família, ela nos pontuou o quanto essas camas podem ser perigosas. Ela disse que as lesões mais comuns são distensões e contusões, além de possíveis fraturas. Ela também nos apontou para um estudo da Academia Americana de Pediatria que mostrou que a cama elástica é perigosa especialmente para as crianças menores de 6 anos. Fraturas e luxações são mais comuns nesta idade em que os ossos são mais frágeis. A maioria dos acidentes ocorrem quando as crianças estão brincando com outras crianças na cama elástica, mas mesmo estando sozinhos o brinquedo pode ser perigoso.

Recomendações na cama elástica

O antebraço, o tornozelo e o punho costumam ser as partes do corpo das crianças que mais são afetadas pela brincadeira na cama elástica ou pula-pula. Por mais que nas casas de festas os monitores cuidem bem das crianças e limitem o uso do brinquedo em conjunto, as quedas costumam acontecer com muita frequência. Como citei acima, meu filho Murilo caiu estando sozinho na cama elástica. Ele se desequilibrou com o próprio pulo e caiu de mau jeito, torcendo o joelho.

As casas de festas – ou as empresas que costumam alugar o brinquedo para festas de aniversário -, costumam recomendar a utilização da cama elástica com a lotação máxima de três crianças. Mesmo assim, estas devem ter a mesma idade, evitando que as crianças maiores façam estripulias e machuquem crianças menores. Não só maiores pela idade, mas também pela altura e peso das crianças.

Crianças menores de 1 ano de idade não devem brincar na cama elástica. A recomendação da Academia Americana de Pediatria é de que sejam usadas apenas por crianças maiores de 6 anos.

Outra recomendação importante é utilizar a cama elástica sem os sapatos, evitando torções. E sempre devem ser utilizadas com molas, redes protetoras e barras laterais acolchoadas.

Apesar de a cama elástica se mostrar arriscada em algumas situações, nunca proibi meus filhos de brincarem nela. Mas não posso deixar de dizer que, tendo outros brinquedos, prefiro incentivar meus filhos a brincarem em atrações que aparentem um pouco mais de estabilidade.

E você? O que acha disso? Exagero ou cuidado necessário? Até mais!

Leia também:

Mãe de criança acidentada em trampolim alerta outros pais

4 comentários

  1. Ayla Costa

    Tenho uma aluna que quebrou o braço e teve que fazer cirurgia.Ela caiu na cama elástica e outra criança pulou no antebraço dela. É realmente perigoso!!!

    1. Michele Kaiser

      Uuuui… Coitadinha! É realmente perigoso! Um beijo.

  2. Eu apostaria em outros tipos de brinquedos. Os educativos são sempre uma boa opção.

  3. Marina

    Sabe Michele, eu sou a mãe “chata”, eu não deixo que brinquem, sem que eu fique lá, em pé de olho, dando o ritmo das puladas! Tenho muito medo. Desde que conheci uma história verídica, de um homem que infelizmente ficou paraplégico por causa de uma cambalhota em uma cama elástica. Muito triste! As pessoas só visam a diversão, e esquecem dos perigos por trás!

Deixe seu comentário