Categoria: Desabafos

imagem do post: Quando as coisas ficam mais fáceis?

Quando as coisas ficam mais fáceis?

Pedi para que nossos seguidores no instagram fizessem perguntas que gostariam de respostas. Curiosidades que ainda têm sobre nosso dia a dia. Uma seguidora perguntou: “ao criar trigêmeos, quando as coisas ficam mais fáceis (ou menos difíceis)?” Sabe aqueles momentos que passa um filme em sua cabeça? Vivenciei isso ao ler aquela pergunta. A resposta “certa” […]

imagem do post: Você é feliz?

Você é feliz?

“Você é feliz?”, perguntou-me hoje uma mãe, na escola. Enchi a boca para respondê-la, mas na hora as palavras me faltaram. Sem perceber minha hesitação, ela mesma continuou o diálogo, respondendo à própria pergunta. “Claro que você é feliz, olha para estas crianças!” Aquilo criou em mim uma questão interna, muito particular. Será que sou […]

imagem do post: Estereótipos na infância: por que criamos?

Estereótipos na infância: por que criamos?

Quando finalmente engravidei pela primeira vez, depois de dois anos de tentativas, me vi esperando que fosse um menino. Descoberto o sexo do bebê, me convenci que eu não tinha razão alguma para não gostar de ter uma menina. Me obriguei a criar expectativa negativa sobre meninos. Eu estava criando estereótipos na infância. Meninas são […]

imagem do post: Precisamos ter vida fora da bolha da maternidade

Precisamos ter vida fora da bolha da maternidade

Eram 23 horas quando uma mãe, cansada da rotina e dos afazeres do dia, sentou-se no sofá para descansar e se organizar mentalmente para o dia seguinte. As crianças dormiam, sossegadas, e ela parou para pensar na vida. Havia parado de trabalhar e estava, deu-se conta, há 7 anos sem exercer sua carreira. Tudo bem, […]

imagem do post: 5 coisas que não se deve dizer a uma mãe de folga

5 coisas que não se deve dizer a uma mãe de folga

Quando a gente se torna mãe, entende o quanto é cansativa a adaptação e a rotina com filhos. A gente aprende a trocar fralda, amamentar. Acostuma a dormir menos e se adapta à nova vida. Mas é também importante a gente conseguir ter um tempinho para nós mesmas para não surtar e lembrar quem a […]