Levando a vida com uma atitude positiva

Tá certo que eu também não planejei meus quatro filhos, mas já pararam pra pensar como a vida em sociedade hoje em dia encara pessoas com muitos filhos?

Me diga o que passaria pela sua cabeça se você visse uma mulher e seu marido passeando na rua ou no shopping com três filhos com idades próximas e percebesse que ela está grávida novamente, sendo esse o quarto filho. Provavelmente pensamos que ela não planejou, e ainda completamos com “pobre coitada, lá vem mais um”.

Hoje passeei pela rua com meu marido e meus filhos. Todos os quatro. Alguns curiosos nos pararam para ver as crianças. Acharam os trigêmeos parecidos comigo. Apesar de aparentarmos estar felizes com o dia de sol e a oportunidade de passearmos todos juntos, uma senhora nos disse, depois de elogiar as crianças: “ah, menos mal, pelo menos cria tudo junto”. Depois de apenas sorrir em resposta, me lembrei quantas vezes ouvi esse tipo de comentário que tenta amenizar o meu “problema”: ter quatro filhos.

Claro que dá trabalho, claro que a maternidade tem o lado bom e lado ruim, lado A e lado B. Mas, novamente, quero ver apenas o lado feliz e colorido.

Meus filhos vão saber que ter irmãos é uma benção. Que sempre terão com quem brincar e brigar, sempre poderão aprender com os irmãos. Como a vida será um pouco mais difícil em termos financeiros, eles terão que dividir mais os seus pertences e, quando pudermos fazer um programa fora de casa (ou quem sabe uma viagem), as coisas não serão tão banais, eles aprenderão a dar mais valor à isso. Aprenderão a dividir a atenção do pai e da mãe. Acho que seremos um núcleo familiar bem completo. Cheio de amor.

Ninguém sabe o que acontece em nossa casa e em nossas mentes e corações, mas, preciso dizer pra vocês hoje, aqui, que não existe, no mundo, sensação melhor que sentar aqui em frente a meu computador e escrever pra vocês só o lado positivo da minha rotina louca de mãe de trigêmeos e mais uma menina. É uma questão de escolha: prefiro levar a vida com uma atitude positiva. Deixo as minhas fraquezas pra mim mesma.

0 comentários

  1. Rosicler

    Eu te entendo tenho um casal de filhos,a menina tem 19 e o menino tem 12 .
    Ai resolvemos ter mais um foi então que tivemos a surpresa iriamos ter mais 2 meninos foi um susto.
    Hoje eles estão com 2 anos e são a alegia da casa..mas que tem um serto preconseito com familias que tem mais de 2 filios a isso tem.ja escutei muito (la vem ela e a filharada) mas tenho muito orgulho..bejsss!

    1. mfvkaiser

      Ninguém sabe a dor e a delícia que vivemos. Hehehe. Obrigada por nos acompanhar!

  2. Cecilia Lima

    Difícil, cansativo, e tudo o mais, mas eles são e sempre serão os seus bebês! Adoro passar por aqui antes de dormir.
    Me sinto animada pela sua força, pelo amor de vocês, e a sua disposição de nos passar tudo isso, durmo bem, acordo animada, às vezes penso em você durante o dia, como estará a Michele? Dizem que o bem que proporcionamos aos outros, volta multiplicado para nós, e mesmo com 4 crianças lindas e saudáveis e amadas, você tem tempo para nós, no fim do dia. Que Deus continue te abençoando e enviando anjos para te ajudarem no dia a dia, que a sua vida seja próspera em todos os sentidos, pois o tempo parece que voa e quando menos esperamos,nos vemos com saudade “daquele tempo”… e então pensamos: Deus nos deu exatamente o presente que podíamos carregar!!!! Mais uma vez obrigada e desculpe o texto longo.
    Durmam bem.

    1. mfvkaiser

      Nossa, muito obrigada por se preocupar conosco! Com certeza, como citei nesse texto, prefiro tentar ser mais positiva sobre tudo, já que nem vejo outra alternativa senão essa. Obrigada por nos acompanhar! Um beijo!

  3. Dani Fonseca

    Que “problema” maravilhoso Deus lhes deu… Rsrsrs Aqui, temos um bb com 1 aninho e já estamos planejando a vinda do 2.o… Sonhamos com uma grande família e está nas mãos de Deus a realização! Todo o aprendizado que vc mencionou, queremos aqui que nossos filhos também tenham… E vamos lá!!! Viver o lado positivo e colorido da vida… A melhor escolha, com certeza!!! Mta saúde é o que desejo pra vcs!

    1. mfvkaiser

      Muito bom saber que mais gente prefere viver o lado positivo e colorido da maternidade! Seu comentário me fez sorrir! Obrigada por nos acompanhar!

  4. Izabela Sanches

    Michele, depois que vi a reportagem sobre a rotina dos trigêmeos na globo.com passo aqui todos os dias para ver se tem novas postagens, amei o blog, inclusive li tudo, desde as primeiras noticias. Tenho 18 anos, não tenho filhos, e adoro seus posts e cada novidade sobre Mônica, Marcelo, Matheus e Murilo. Filhos são uma dádiva de Deus e você foi muito abençoada com essa família linda, e que Deus continue abençoando e iluminando o seu núcleo familiar! Continue nos informando, beijos pra vc e para as crianças <3

    1. mfvkaiser

      Muito obrigada por nos acompanhar. Me faz muito bem ler os comentários de quem posta por aqui, me mostra que está valendo a pena dedicar uns minutos do dia ao blog. Obrigada novamente!

  5. Aline

    Uma senhora idosa muito querida uma vez me disse que gostava de violetas porque exigiam sensibilidade para apreciar sua beleza. Você afasta as folhas e vê aquelas flores tão pequeninas e belas. Muitas vezes as folhas da maternidade nos impedem de apreciar suas pequenas belezas. Há brindes muito preciosos na maternidade que não há em outras coisas. Eles são singelos, nem sempre são vistos mas estão lá. Ontem, por exemplo, eu acordei muito cansada, pois minha mocinha de 5 meses resolveu fazer plantão brincando de madrugada. Ela nunca faz isso! Exatamente no dia em que eu estava mais cansada ela fez. Eu confesso que até disse baixinho: Bia, hoje não! Faz isso não com mamãe! Às 5 da manhã, meu marido acordou pra se arrumar pra trabalhar e trouxe os dois pra minha cama. Eu acordo às 4:30 com ela, mas naquele dia eu queria que os dois dormissem pois estava caindo de sono. Eles começaram a brincar. Benjamin pulava na cama e ela, literalmente gargalhava! Eu não tive como deixar de colher minhas violetas do dia, com enormes olheiras mas colhi.

    (Ana Claudia Alves)

    1. mfvkaiser

      Texto bonito. Obrigada por postá-lo! Preciso apreciar mais as flores.

  6. Érica

    Oi Michele!! Entendo tão bem tudo que você está vivendo neste momento. As vezes sinto vontade de te ajudar, mas moro tão longe, em Fortaleza. Tenho trigêmeos também, hoje com quase seis aninhos. Passou muito rápido, sinto saudades de quando eram bebês, mas ao mesmo tempo um alívio por ter conseguido passar por essa fase que nos deixa tão cansadas e preocupadas ao mesmo tempo. E também temos um filho mais velho hoje com 14 anos. Fiz fertilização pois não conseguia mais engravidar e queria muito mais um filho. Papai do céu então me mandou dois meninos e uma menina oito anos depois do primeiro. O irmão ajuda muito, graças a Deus, com os tri. Hoje o trabalho é outro, porém bem mais tranquilo, eles fazem praticamente tudo sozinhos. Brincam e brigam bastante, (hehehehe), as vezes nos estressamos por que eles querem sempre tudo na mesma hora, é difícil agradar a todos. Mas é isso o importante é estarem com saúde, o resto a gente consegue vencer. Todos sempre disseram que fui abençoada tendo tri, hoje eu tenho muita certeza disso, Deus sabe quem ele escolhe. Ano passado estive em Caxias com os meus filhos, foi a primeira vez deles no RS, e eles amaram. Meu esposo é gaúcho e sempre viajamos muito pro sul. Depois nos falamos mais , vou ter que dá uma saidinha agora. Grande abraço pra essa família tão linda. Bom dia pra vocês.

    1. mfvkaiser

      Realmente o mais importante é a saúde e bem estar. Se isso está bem, não tem o que não se resolva! Muito obrigada pela ajuda virtual! Aguardo mais visitas tuas aqui pelo blog! Abraço!

  7. veralucia

    Adorável Michele, sempre a titia avó dizendo que te ama muito . beijos e saudades de todos, logo estarei apertando esses bebes lindos, presente pra todos nós.

    1. mfvkaiser

      Obrigada pelo apoio incondicional, tia!

  8. Danielle Fátima

    Super curti! A vida é passageira para nos apegar a pessimismos e problemas! Não tenho filhos (ainda!!), mas aprecio muito o seu blog. Grande abraço (=

    1. mfvkaiser

      Obrigada por nos acompanhar! Que bom que concorda! Abraço!

  9. Eliane

    Em maio do ano passado estávamos planejando uma viagem, mas descobri que a minha gestação era gemelar. Imediatamente liguei para sua tia ou prima (a Mara) cancelando tudo! Ela entendeu na hora e lembro como se fosse hoje de ter comentado que tinha uma parente esperando três com uma menina também pequena! Pensei comigo mesma: Pelo menos, eu vou ter só mais 2!!
    Desde que ela postou uma fotinho dos trigêmeos pequenos eu acompanho as suas postagens! Claro que depois que passou o susto, nossos gêmeos (Augusto e Otávio) vieram cheios de saúde só temos alegrias pra compartilhar nessa vida! Também temos uma princesinha de 3 anos!
    Aprendi a ignorar os comentários do tipo: “coitada dessa aí”. Penso comigo mesma, eles não imaginam o quanto somos felizes com 2 bebês e uma princesa!

    1. mfvkaiser

      Oi, Eliane. Ainda estou me esforçando para aprender a lidar com os comentários negativos, mas esse blog me ajuda muito. Recebo muitos comentários positivos e é por isso que continuo contando nossas aventuras por aqui. Obrigada por nos acompanhar!

  10. Katarina Rabelo Stach

    Oi Michele! Não tenho filhos ainda , mas é um desejo que logo logo realizarei. Acompanho seu blog e acho linda a sua história. Seus 4 filhos são lindos! Sou gêmea bivitelina, tenho 28 anos e um irmão mais velho de 31 anos. Cresci escutando as pessoas dizerem pra minha mãe “nossa, como você foi animada em ter gêmeas” … como se isso fosse uma escolha! rsrsrs Minha mãe sempre disse que ela foi abençoada por ter 3 filhos e é isso que vejo em você! Uma mãe abençoada que Deus escolheu pra cuidar de 4 crianças lindas! Por mais difícil que deva ser as vezes, não ligue pros comentários maldosos. Você é uma super mãe! 😉

    1. mfvkaiser

      Oi, Katarina. Sim, como se fosse escolha. “Como você é corajosa”, me dizem. Acho que posso dizer que sou esforçada! Muito obrigada por nos acompanhar!

  11. Daiane Flores

    Adoro teu blog, Michele, ver as historias lindas da tua família animam meus dias. Sou uma grande admiradora de mulheres guerreiras e cheias de vida como tu, que escolhem ver o lado bom de tudo, comemorar e amar incondicionalmente suas famílias. Tu tens um tesouro, e muito amor no coração. O resto são apenas comentários de pessoas fracas, não dá ouvidos. Estou louca para ver as fotos do aniversário dos meninos e a Mônica curtindo tudo com eles. Grande beijo!

    1. mfvkaiser

      Obrigada, Daiane! Não temos nada a ganhar com negatividade.
      Também estou ansiosa pelo aniversário! Continue nos acompanhando para saber as novidades da festa!

  12. Paula Moreira Sordi

    Michele,
    Hoje é a primeira vez que estou visitando teu blog… tenho uma filha de 3 meses e, se Deus quiser, ela terá irmãos e irmãs para compartilhar as alegrias, tristezas, descobertas e conquistas da vida. Sou a mais velha de três irmãs (de idades diferentes) e vejo como elas foram e são importantes na minha formação como filha, amiga, esposa e mãe!
    Não te deixa abater pelos comentários negativos; família grande é tudo de bom! 🙂
    Um abraço!

    1. mfvkaiser

      Oi, Paula! Seja bem-vinda ao blog!
      Foi por adorar minhas irmãs e por gostar muito de ter uma família grande que quis ter outro filho. Queria que a Mônica soubesse o que é esse sentimento de irmão. Mas acabamos exagerando, vieram 3! Hehehehehe. Espero que meus filhos tenham muitos primos também. Viram, Marina e Milena?
      Continue nos acompanhando!

  13. Daniela

    Oi Michele! Sou colega da Dilvana e acompanho o crescimento de teus bonecos. Mais de uma vez já comentei com ela que eles tem cara de crianças felizes, cercadas de amor e proteção. Sinal de que vcs estão acertando muito. Parabéns e que deus sempre abençoe. Ahhhh, ia me esquecendo, sou apaixonada pela Mônica, que coisa mais amada. Um grande abraço e boa semana.

    1. Michele Kaiser

      Oi, Daniela! Obrigada por nos acompanhar! Mônica é apaixonante!! Nos esforçamos muito para que o ambiente que os quatro vivem seja sempre muito positivo, mesmo quando estamos cansados. A chave de tudo é a paciência! Um abraço!

  14. Tânia

    É isso aí amiga, ninguém tem que julgar nada de nossas vidas, pois não estão conosco 24 horas, não pagam nossas contas, não acordam no meio da noite para dar um help. Então, só escute os comentários positivos o resto não vão ajudar em nada mesmo. Ser mãe é uma benção, de quatro filhos então é uma dádiva divina. Siga em frente que a vida é linda e Deus te deu esta missão de cuidar de 4 anjos. Parabéns!

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada pela força e apoio, Tânia! É isso mesmo. Tudo tem lado positivo e negativo, mas a vida é muito curta (eles crescem muito rápido) para a gente pensar nas coisas ruins. Um abraço!

  15. Luísa Reis

    Eu tenho irmãos de idades próximas, 15 e 13 anos. Minha mãe descobriu que estava grávida do 3º filho no dia da festa de um aninho da 2ª. Ela foi muito criticada. Mais uma hora deixam de soltar comentários negativos e/ou maldosos.

    1. Michele Kaiser

      Sua mãe é outra que deve ouvir muitas coisas do tipo “lá vem ela com a filharada”… hehehehe. Ah, e essa: “tem que ter coragem”. Não devemos nem perder tempo com coisas que não nos tragam alegrias. Um Abraço!

  16. Thaíssa

    Oii Michele linda to te acompanhando no face e vi o inicio desse post zerar a vida eh uma coisa boa, eh um gíria de vídeo game falando q vc ganhando todas as fases da vida e n vai ter mais problemas com isso. Adoro seus tri me faz sentir mais saudades dos meus primos tri também <3 boa sorte e muita luz com essas 4 crianças maravilhosas

    1. Michele Kaiser

      Xi, não entendi… Hehehehe. Pensei que zerando a vida, a gente estava com a vida no zero, ou seja, nada… Mas acho que aquela de se jogar na ponte eu entendi certo, né? 🙁 Enfim, vamos focar no positivo.

  17. Parabéns, linda família, os outros são os outros e só!

    1. Michele Kaiser

      Tens razão, Quélen. Obrigada!

  18. Michele Kaiser

    Queridas vocês duas! Amamos vocês!

Deixe seu comentário