A fala está atrasada?

Moldiv_1452707122029Sendo mãe, a gente sempre está preocupada se o filho está se desenvolvendo corretamente, se está atingindo os marcos do desenvolvimento como deveria, se está com peso e comprimento corretos para a idade, não é mesmo? Apesar de ouvirmos falar que cada criança tem seu tempo porque cada criança, afinal, tem sua individualidade, estamos sempre preocupadas se estamos estimulando corretamente, certo?

Enquanto mãe somente da Mônica, pouco me preocupei com a fala. O que me preocupou mais foi o fato de ela não engatinhar. Diversas outras crianças já engatinhavam e caminhavam, enquanto minha filha somente se apoiava e aparentava não ter força nas perninhas. Você já ouviu essa frase (ou alguma variação dela): “Menina desenvolve mais rápido a fala, mas é mais lenta para engatinhar e caminhar”? Pois é. No fim ela não engatinhou e caminhou direto, cinco dias depois de completar 1 ano. Minhas preocupações não tinham fundamento.

Com os meninos, foi tudo diferente! Eles engatinharam somente perto de 1 ano, caminharam depois de 1 ano e 5 meses e a fala, bem, ela é o motivo desse post.

Aos 1 ano e 3 meses, Mônica falava muitas palavras. Aos 1 ano e 8 meses, cantava uma música do Roberto Carlos inteira (é sério!). Ela cantava sem pronunciar corretamente, mas dava um show. Falava frases longas muito antes de completar 2 anos.

Os meninos estão muito mais lentos do que ela com relação à fala. Aí vem a dúvida: será que isso acontece porque são trigêmeos? Muitas vezes, conversando com outros pais e profissionais fonoaudiólogos, me deparo com essa questão. Muita gente me diz que, por eles serem três, podem apresentar um atraso natural no desenvolvimento, principalmente pela dificuldade de estimularmos com a mesma eficácia que fizemos com a Mônica ou que faríamos se eles não fossem múltiplos.

Outro fator que pode resultar em atraso é o fato de eles se comunicarem entre si de uma maneira única, que somente eles mesmos entendem. Isto é chamado criptofasia. Apesar de a gente compreender e tentar participar, eles têm pequenos diálogos, brincadeiras e entendimentos que só se fazem compreender entre si. Por exemplo: eles dizem “mano-tô” e “cacubi” e só eles entendem o que isso significa. A gente sabe que “mano-tô” é algo ruim porque quando um fala, o outro fica muito brabo e quer bater nele. Termina com todos chorando na barra da minha saia repetindo em tom de choramingo “mano-tô”, “mano-tô”.

O fato de não irem para escolinha e não serem estimulados da maneira que seriam com diversas outras crianças que não são parentes também conta. Mas infelizmente eles só poderão frequentar a escola a partir de 2017, então, teremos que buscar alternativas em casa mesmo. Pretendo matriculá-los em alguma atividade extra (talvez natação) para que tenham esse contato com outras pessoas, nem que seja apenas uma vez por semana.

Enquanto isso, tenho conversado muito com eles, fazendo perguntas. Eles têm repetido bastante o que digo e acho que está funcionando. Também peguei um livro de figurinhas (como o álbum que citei no post 12 atividades para crianças de 2 anos) para estimulá-los a repetir o nome dos objetos. Continuarei contando como eles estão se desenvolvendo.

Até mais!

9 comentários

  1. Izadora Martins

    Aqui em ksa ta meio complicado,Maria Eduarda esta engatinhando a casa toda e fala PA,PA E DE,DE.
    Maria Rita senta perfeitamente e rola sobre tudo,tambem so baubuceia silabas.
    Zé Pedro senta tambem,resmunga silabas o tempo todo e não ta com cara que vai começar a andar ou engatinhar.kkkk

    1. Michele Kaiser

      Está cada um na sua, mesmo! kkkkkk… muito gracinha!

  2. Mariane

    Eu consultei uma fono ontem, levamos um baita xixi, aliás o papai que entrega tudo “na boca” sem o moço precisar se esforçar, ela disse: sim, a fala está atrasada pq ele nao sente NECESSIDADE de falar(ponto final). Nos orientou a dificultar e não dar/alcançar na primeira, nem na quinta vez, deixar ele tentar ao máximo falar(hj foi difícil e ele acabou de ir p cama chorando, tadinho!!), ensinou um exercício para o “L” e estímulo…estímulo, estímulo e colocar músicas para ouvir proibido TV até não falar novas 5 palavras e diminuir o uso da TV após isso para 30min. por dia… vamos ver, tomara que funcione!

  3. Priscilla

    Tenho trigêmeos de 1 ano e 5 meses. Um deles fala tudo ..a menina quase tudo mas tem um q fica no “mã” papa ..mas ele faz de tudo q os outros não fazem, andou primeiro ..
    Perguntei pra pediatra deles: ela disse q ele não precisa falar ..ele não foca na gente é sempre elétrico ..Os outros nos olham por isso apreenderam a falar mais rápido. .

    1. Michele Kaiser

      Que interessante! Cada um no seu jeito e tempo mesmo! Hum…

  4. Gisele

    Passei pelo mesmo com o meu trio de Princesas..
    Por mais que eu e meu marido conversasse bastante com elas, muitas músicas, brinquedos que falassem as cores, animais, brincadeiras divertidas tivemos a mesma dúvida(será que elas vai demorar muito para falar) kkkk.
    Derrepente 2 anos e 3 meses e elas disparam nas falas, frases kkkk.Hoje elas tem 3 e meio mas falam de tudo(as vezes até o que não imagino e espero pra idade) mas é maravilhoso, logo o seu trio vai estar super tagarelas E a mamãe vai ficar muito feliz e perdida sem saber quem ouve primeiro…kkkkk porque nisso todos vão ser igual , vão falar todos ao mesmo tempo.aqui é assim o tempo todo..

    Mês que vem elas vão a escolinha, mamãe já está

  5. Debora

    Meu bebê tem 1 ano e 9 meses e só fala:Quer,Quente e Cadê…..fico preocupada também,mas vou aguardar mais um pouco para procurar um profissional,ele vai para escolinha mês que vem e espero que desenvolva a fala,estou louca para ouvi-lo me chamar de mamãe.

Deixe seu comentário