Cerclagem X Pessário

cerclagem x pessárioDurante minha gestação, quando procurei informações sobre gravidez de trigêmeos e outras coisas sobre essa novidade que era para mim uma gestação múltipla, muito li sobre cerclagem x pessário. Diversas mulheres haviam feito cerclagem por recomendação médica e outras nem sabiam do que se tratava. 

Cerclagem uterina consiste em suturar o colo do útero (dar pontos) para evitar nascimentos prematuros no caso de gestantes que têm colo curto (insuficiência istmo-cervical*) e já tiveram perda de bebês. Também é bastante indicado no caso de mulheres grávidas de gêmeos ou mais múltiplos por causa do peso dos bebês, que pode forçar parto prematuro (antes das 37 semanas).

cerclagem x pessário

É um assunto que diverge opiniões médicas. Alguns obstetras realizam como rotina em mães de múltiplos, outros preferem acompanhar a gestação e só indicar em casos muito específicos. A cirurgia é feita via vaginal (com raras exceções) e com anestesia raquidiana. O procedimento deve ser feito até as 16 semanas. Após o parto, o fio da sutura é removido. A mulher pode ter tanto parto normal como cesariano após a cerclagem.

Minha obstetra não achou necessário no meu caso e eu não fiz. Acompanhávamos o desenvolvimento dos trigêmeos com ecografias quinzenais e nelas era medido, também, o comprimento do colo do útero, que nunca esteve curto a não ser poucos dias antes do parto. 

*OBS.: insuficiência istmo-cervical é quando o colo do útero é mais curto e tende a dilatar com o peso do bebê. Através de ultrassonografia transvaginal é possível acompanhar o tamanho medindo o comprimento do colo e, percebendo, assim, se existe sinais de afinamento. 

Cerclagem x pessário: seria o pessário uma opção menos invasiva?

cerclagem x pessário

Formatos possíveis para o pessário.

Depois de já ter tido meus bebês, estive em contato com mães grávidas de múltiplos que utilizaram o pessário. Ele é um dispositivo de silicone ou borracha, com diversos tamanhos e formatos, que é inserido na vagina em procedimento realizado no consultório do obstetra. Funciona como uma sustentação, diminuindo a pressão feita pelo peso do bebê. Porém, segundo os médicos, ainda há muito o que se estudar sobre esse método que vem sendo usado há pouco tempo no Brasil. 

Mais recentemente, os obstetras têm indicado para diminuir os riscos de parto prematuro o uso de progesterona sintética e o pessário em vez da cerclagem, por ele ser menos invasivo. O objeto pode ser colocado entre a 18ª e 22ª semana e retirado para que possa ocorrer o parto. Quando o médico opta pelo pessário, é importante que a gestante faça repouso.

9 comentários

  1. jennifer

    Oi michele,eu estou precisando de ajuda para monta enxoval dos meu trigemeos q sao dois menino e uma menina!gostaria de receber dica de guandas roupas devo compra e moro no rj aqui quente ele nas agora no final de julho!muito obrigada e parabens pelo lindos filhos!

    1. Michele Kaiser

      Oi, Jennifer. Procura ali na lupa no blog os posts “Enxoval para trigêmeos” e “Organizando o quartinho do bebê”. Beijos!

  2. Paloma Abreu

    Olá galera
    Bom eu to grávida de 6 meses
    Esperando ansiosamente meus 3 meninos .
    Venho de uma gravidez triaminiotica monocronionoca, que é quando 1 só óvulo e 1 espermatozoide é fecundado e se divide .
    Tem 1 mês que faço uso do pessario uterino .
    Por que meu útero tinha dilatado quase pela metade e eu estava correndo risco de ter um parto no momento inesperado .
    Graças a deus estou sempre revisando o pessario e ele tem garantido a permanência dos meus bebés na minha barriga , a meta é passar das 30 semanas .
    Estou ansiosissima e com muito medo tb , pois é minha primeira gravidez e eu SÓ tenho 19 anos . Não sei o que está por vim

    Sempre acompanho as notícias do blog Michele e to sempre matando a curiosidade de muitas coisas e tirando dúvidas ☺

    1. Michele Kaiser

      Parabéns, Paloma!! Espero que consigas chegar nas 34 semanas, ao menos. De quantas semanas vc está hoje? Beijos.

  3. Camila

    Oi Michele, excelente post! Você não fez a cerclagem e também não fez uso de progesterona?
    Estou grávida de gêmeos e meu obstetra vê como uma gestão normal, sem riscos, mas fico receosa de não tomar os cuidados necessários.
    Obrigada!

    1. Michele Kaiser

      Confie nele! Eu achei que precisava de cerclagem porque tinha lido na internet e minha médica disse que não precisava no meu caso. Eu tinha histórico de gestação anterior a termo e o colo não era curto. Fiz uso de progesterona sintética (utrogestan) em dois momentos da gestação. Deu tudo certo. Beijos.

  4. Samantha

    Que post legal! Ai se eu tivesse lido e me informado melhor antes da gravidez. É tanta informação! Eu li sobre taaaanta coisa! Esse post é de antes de eu descobrir que tava grávida, então teria dado tempo rs =) Tenho IIC e só descobri com o nascimento dos meus gêmeos com 27 semanas. Nunca tinha ouvido falar disso! Infelizmente conversei com muitas profissionais e a maioria não pede a transvaginal como rotina para medir o colo. Pela minha experiência, pelo que vi, pelo que pesquisei, ainda é diferencial pedir a transvaginal para esse fim com a gestação mais avançada, o que é uma pena. Pra mim, deu tudo certo, hoje está tudo bem. Mas foram 3 meses de uti tensos, dias que não curto lembrar e uma experiência tão marcante que jamais vou esquecer, nem tem como. Não tenho a sensação de que passaria por tudo de novo, teria amado se meus meninos tivessem ficado pelo menos mais 1 mês na minha barriga mas… Agora é vida que segue =)

    1. Michele Kaiser

      Teria sido muito mais fácil se estivessem ficado mesmo um pouquinho mais tempo na barriga. Que bom que deu tudo certo! Qual a idade delas hoje?

Deixe seu comentário