Deficiência de vitamina D

O inverno aqui na região Sul do Brasil é singular, mas esse ano foi ainda mais intenso. Como choveu muito e vem fazendo muito frio desde o fim de abril, meus filhos estão saindo pouco do apartamento. Essa falta de sol trouxe consigo uma deficiência de vitamina D, que foi comprovada pela pediatra através de um exame de sangue.

Como rotina para a consulta dos três anos, a pediatra pediu uma série de exames, sendo de sangue, de urina e de fezes. De todos os exames solicitados por ela, os meninos apresentaram anormalidade apenas no exame da vitamina D. O valor de referência do laboratório era:

Deficiência: inferior a 20,9ng/mL

Insuficiência: 21,0 a 29,9ng/mL

Suficiência: 30,0 a 100ng/mL

Os três meninos tiveram o resultado abaixo de 20. Marcelo teve 14,8ng/mL; Matheus 12,6ng/mL e Murilo teve apenas 7,0ng/mL. A recomendação da pediatra foi para que tomassem banho de sol (sem protetor solar; antes das 10h e depois das 16h) por 10 minutos, 3 vezes por semana. Também prescreveu um suplemento de vitamina D em gotas para todos (incluindo a mana Mônica) tomarem uma vez ao dia por no mínimo 6 meses. Parece ironia, mas desde que a pediatra recomendou o banho de sol, está chovendo. Exatamente. Ainda nem curtimos o horário de verão porque desde domingo chove sem parar aqui no Rio Grande do Sul.

deficiência de vitamina D | Os Trigêmeos da Michele

Por mais dias lindos de sol como esse, em julho.

Deficiência de vitamina D: motivo e sintomas

O motivo da deficiência de vitamina D dos meninos é exatamente esse: falta de sol. Eles ficam muito trancados no apartamento porque faz muito frio, tem vento e eles não frequentam escola. São raros os passeios. A gente está torcendo para que, a partir desse mês, o tempo vá melhorando para que possamos “tirar o atraso” que esse inverno trouxe. Esse inverno foi mais frio do que estávamos acostumados. E está durando mais tempo. Que saudades do sol!

Os principais malefícios da deficiência de vitamina D no organismo das crianças são o enfraquecimento ósseo e a baixa imunidade. Apesar de os demais exames dos meninos estarem normais (incluindo o hemograma com plaquetas), a deficiência de vitamina D pode ser um dos motivos para que os meninos fiquem doentes com tanta frequência. As doenças respiratórias podem estar relacionadas à deficiência de vitamina D. Esta também pode ser a causa de diabetes, hipertensão e obesidade infantil.

Leia mais sobre os benefícios da vitamina D

Os meninos não apresentavam sintomas que eu pudesse ter relacionados à deficiência de vitamina D no organismo. Quando a doutora pediu os exames, eu fiquei preocupada em ter que tirar sangue dos coitadinhos e estava quase desistindo. Reforço aqui a importância de seguirmos as recomendações médicas. Até mais!

8 comentários

  1. Karoline

    Oi Michele!Meu filho Benjamin de 2 aos e 8 meses tbm estava com deficiência de vitamina D!!E realmente depois que começou tomar o reforço parou de ficar doente 🙂 !Sou de Santa Maria -RS e o tempo é bem complicado né!E tbm estou esperando o verão para o desfralde!Não sou mãe de trigêmeos mas amo seu blog,seu jeito simples de escrever e fascinante!Bjs para todos!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo carinho, Karoline! Bom saber que não estou sozinha nessa história de falta de vitamina D! Não vejo a hora de levar esses meninos para o sol! Obrigada por nos acompanhar, querida. Um beijo!

  2. Ana Tavares

    Oi Michele!
    Sou mãe de 4…
    Meu filho número 3 tb estava com deficiência de vit. D. Estava ficando doente direto. Gripe, bronquite, rinite, pneumonia… Dei uma reforçada e ele está bem melhor, mais “fortinho”.

    1. Michele Kaiser

      Que bom saber disso!! Estou dando o suplemento e torcendo. Sorte que o verão vem chegando! Beijos!

  3. Gabriela

    Oi Michele minha filha deu inferior a 8, fiquei bastante preocupada pois li coisas horríveis na internet sobre o assunto, mas ainda não falei com médico

    1. Michele Kaiser

      Fale com ele, mas não se apavore. Ele provavelmente vai dar suplemento. Depois me conta!

Deixe seu comentário