Meu filho engoliu remédio. E agora?

Dizem que a gente é meio neurótico com o primeiro filho, mais tranquilo com o segundo e bem mais relax com o terceiro. Mas o que dizer dessa mãe de quatro filhos? Será que a palavra seria “relapsa”? Será que meu filho engoliu remédio? E agora?

Esta manhã eu estava sozinha, como de costume, com meus quatro filhos. Eles fazem bastante manha e choram bastante quando estão comigo. Sendo assim, se torna quase impossível tomar conta deles e ainda fazer outra atividade, como o almoço, por exemplo. Hoje eu vi o Matheus pegar o meu tubinho de Sorinan e brincar de dar mamadeira às bonecas da Mônica. Eu vi quando ele colocou na boca. Como estava bem fechado e ele estava se divertindo, permiti que continuasse. Naquele momento eu não fazia ideia do risco que ele corria.

filho engoliu remédio

Alguns minutos depois, encontrei o frasquinho vazio. Antes de ele pegar, tinha cerca de 1/3 da quantidade total. Pensei que ele deveria ter mordido a embalagem e o líquido teria escapado. Mas, será que tinha engolido? Com essa dúvida, às 10 horas da manhã mandei uma mensagem à pediatra. Ele brincou, almoçou e, às 12h, todos dormiram. Às 13h30 eu fui trabalhar.

Às 14 horas recebi uma ligação da minha pediatra. Levei um grande xixi! Ela me alertou que deveria ter ligado para ela na mesma hora, pois haviam já se passado 4 horas e nada havia sido feito. Ela só tinha visto minha mensagem naquela hora. Como ainda não tinha reação, ela me mandou acordá-lo e monitorá-lo. Alguns minutos depois, ela me ligou de novo dizendo ter entrado em contato com o CIT (Centro de Informação Toxicológica) e falado sobre a substância que ele poderia ter ingerido. Mandaram monitorar por 8 horas no hospital! Fui correndo!

Filho engoliu remédio?

Não tinha noção dos perigos que meu filho estava correndo. O Sorinan (ou outros descongestionantes nasais) é vaso constritor. Ele desobstrui a respiração, desinchando os vasos sanguíneos do nariz. Mas, se ingerido, pode dar muita sonolência, baixar a temperatura e causar depressão do sistema respiratório. E, segundo o CIT, a quantidade que o Matheus poderia ter engolido era muito significativa.

filho engoliu remédio

filho engoliu remédio

Em nenhum momento ele aparentou estar sentindo-se mal.

Cheguei ao hospital em 15 minutos. Quando a médica de plantão nos chamou, já tinha até conversado com nossa pediatra! O pequeno foi examinado e ficou em observação, com monitor que media seus batimentos cardíacos e a saturação da respiração. Ele ficou agitado, impaciente. Mas consegui distrai-lo segurando no colo, mostrando uns livrinhos e vídeos no meu celular. Ele olhava pra cama vazia ao lado e dizia “mano, mano”. Como não ocorreu nada e seus sinais vitais estavam normais, às 18h nos liberaram pra irmos pra casa. Ele está superbem, mas foi um susto e tanto!

A médica chegou à conclusão de que eu estava enganada, ele não ingeriu o medicamento. Levei uma repreendida daquelas. Eu sei que são quatro pra cuidar, mas não podemos relaxar, temos que saber que criança não pode, em hipótese alguma, brincar com remédios! Seja o tipo que for.  Tive muita sorte. Hoje, à duras penas, aprendi minha lição.

Em caso de ingestão de substância tóxica

Não provoque vômito ou ofereça nada sem orientação médica. Busque a maior quantidade de informações que puder sobre a substância suspeita. Em caso de emergência para saber sobre os perigos de ingestão de remédios ou qualquer substância, você também pode recorrer ao Ceatox (Centro de Assistência Toxicológica do Instituto da Criança de São Paulo-SP)

criança engole massinha de modelar

27 comentários

  1. Meu Deus! Que susto! Ainda bem que não foi nada. Uma vez achei que a minha tinha engolido um clipe que ela estava brincando e o bicho sumiu, desesperei, mas tbm tinha me enganado.

    1. Michele Kaiser

      Uma vez o Matheus quebrou com a boca uma seringa que eu usava pra limpar o nariz deles. Não achava uma peça e pensei que tinha engolido. Depois achei a peça. Que susto… O nome do post é “a seringa que me deu um susto”. Bah… Que clipe traiçoeiro. Bjs…

  2. Graças a Deus foi só um susto. Adoro esses meninos. Beijos

    1. Michele Kaiser

      Espero que não tenha trazido nenhum vírus do hospital. Bjs!

  3. gabrielle

    Graças a Deus foi somente um grande susto fiquei feliz em ver a carinha dela na foto sorrindo !!! E lembramos que nunca devemos deixar remédio perto de crianças!!! beijos a todos

    1. Michele Kaiser

      Lição aprendida! Bjs!

  4. Ayla Costa

    Ainda bem que não foi nada! Quando meu filho tinha 4 meses, ele engoliu a pulseira(aquela que tem uma plaquinha onde gravamos o nome),quase morri de desespero,estava bem fechada mas escorregou c a baba,pois estava querendo sair o primeiro dentinho!Fiz a manobra de Heimlich e ele colocou a pulseira pra fora.Foi um grande susto! O perigo está onde menos esperamos. Bjs para vcs!

    1. Michele Kaiser

      Meu Deus!! Ai que medo! Que bom que vc conseguiu fazer ele pôr pra fora!

  5. Caramba que susto. Não imagino eu cuidando de 4 crianças. A Sofia sozinha já me dá um bom trabalho. Adorei ler seu texto. Me fez repensar em como estou organizando os medicamentos pela casa. Algumas vezes tenho remédios aparentemente simples na bolsa. E podem estar em algum momento ao alcança da curiosidade da Sofia. Valeu a alerta.

    1. Michele Kaiser

      A gente às vezes é preocupada com o que não precisa e não se dá conta de coisas importantes… Bjs!

  6. nossa michele q susto em!?
    Minha filha ficou gripada e sentil falta de ar duas veses quando tinha 4 meses entrei em desespero minha pressão subiu muito e precisei levala pra outra cidade, estava sozinha com os três filhos sozinha e todos pequenos minha sorte é que minha sogra mora do lado e meu sogro. Tava com o carro

    1. Michele Kaiser

      Que susto, hein? E o que houve? Tudo bem com ela?

  7. Mayra

    Um grande susto! “/
    Graças a Deus nada demais. Minha filha sempre brinca com o remédio de nariz. Nunca tinha visto maldade, mais ficarei atenta. Vou deixar fora do alcance.

    1. Michele Kaiser

      Qualquer remédio, pelo que aprendi. Nada deve ser deixado ao alcance. Nem de brincadeira. Bjs.

  8. lucirene de souza

    Oi Michele…Nossa foi um susto e tanto, né? Mas faz parte, é quase impossível proteger-los de todos os perigos do dia a dia…como é que tu ria imaginar que isso tudo iria acontecer. O meu pequeno Rafa (que está com 5 meses), já me deu uns sustinhos, mas eu sei que virão muitos por aí. Não parece que quanto mais a gente cuida pior é?
    Mas lendo o teu post me serve muito como alerta e aprendizado.
    Um beijo e fiquem com Deus!!! 😉

    1. Michele Kaiser

      Sim, um grande susto!! Temos que ficar mais alerta ainda! bjs!!

  9. Minha filha ficou internada por 4 dias da primeira vez, e 3 na segunda, mas depois ñ teve mais nada.
    Ela estava com catarro preso na garganta e estaca cansando muito e até hoje com 5 anos aibda cansa, mais so teve falta de ar mais uma vez quando tinga 1 ano e meio

  10. E como é tá o frio aí? aqui eu não tinha sentido frio ainda, mesmo assim não deixei de”empacotar ” as crianças, ma esse mês tá de mais!Ai que ffffrrrriiiiiiooooo!

    1. Michele Kaiser

      Aqui faz umas duas semanas que a temperatura amenizou. Espero que continue assim, está na faixa dos 20 graus. E aí?

  11. Nathália

    Graças a Deus que está tudo bem com ele! Fiquei impressionada com a preocupação e atenção da pediatra dos meninos. Se todo médico fosse assim, nossa saúde pública, apesar da deficiência nos hospitais, seria outra! Beijos.

    1. Michele Kaiser

      Verdade!! Um beijo!

  12. Priscila Ponte

    kkkkkk Michele, olha o que vc escreveu nesse parágrafo “Às 14 horas recebi uma ligação da minha pediatra. Levei um grande xixi!”. Sim, vc escreveu XIXI ao invés de SUSTO, kkkkk. Sou mãe e te entendo, vivo trocando as palavras por outras mais comuns no cuidado da minha filha, rsrs. Bjo

    1. Michele Kaiser

      kkkkk, Priscila! É “xixi” mesmo. Aqui onde eu moro, “levar um xixi” significa levar um xingão, uma puxada de orelha. Entende? Beijos!

  13. Ana Carolina Lima

    Michele essa semana aconteceu o mesmo comigo com minha filha de três meses, porém por erro da embalagem do medicamento. Ela toma ranitidina para o refluxo, o vidro tem um pequeno conta gotas na “boca” do remédio,e quando fui dar a medicação pra ela, o conta gotas soltou do vidro abrindo assim em cima da boca dela e altomaticamente e ela bebeu todo o remédio que tinha mais ou menos 1/4 ainda. Pra uma bebê de três meses que tomava apenas 5 gotinhas, 1/4 de um vidro era muito. Eu como mãe de primeira viagem me desesperei e corri com ela pro hospital. Graças a Deus não precisou de intervenções maiores. Isso serve para nos alertar, nos ensinar. Assim que li seu poste lembrei do meu sufoco de domingo!
    bjusss nos seus queridos!

    1. Michele Kaiser

      Que bom que deu tudo certo! Você deve ter ficado muito assustada!! Um beijo e tudo de bom.

Deixe seu comentário