Quando as crianças devem parar de chupar os dedos?

Mônica está prestes a completar 5 anos de idade. E estamos trabalhando agora para remover um hábito que ela adquiriu ainda bebê e que, persistindo, poderá ser muito prejudicial à ela inclusive na idade adulta: o hábito de sucção de dedos, ou seja, chupar os dedos.

chupar os dedos

Mônica aos 12 meses.

Os bebês começam a chupar os dedos ainda no útero, fortalecendo assim os músculos da face e tornando possíveis as mamadas após o nascimento. Durante a amamentação, o bebê é suprido de suas necessidades nutricionais e também de suas necessidades emocionais. Com o crescimento da criança e o surgimento dos primeiros dentes de leite, a necessidade de sucção é gradualmente substituída pela necessidade de apreensão, ou seja, necessidade de morder. Esse ato de morder irá suprir o aspecto emocional da criança. Passada essa fase haverá a finalização da erupção dos dentes de leite, estabilização da mordida e início da consolidação da fala. Nota-se então que o hábito de sucção sempre está associado para a criança a uma sensação de conforto, segurança e aconchego, e tem como aliados os dedos, as chupetas e até pontas de cobertores ou panos para obtenção desses prazeres confortantes. Os problemas, entretanto, aparecem quando o gesto se estende para além dos primeiros anos de vida.

Na grande maioria das vezes a sucção provoca uma mordida aberta anterior, caracterizada pela falta de contato entre as arcadas nos dentes da frente, e também uma distalização da mandíbula, caracterizada pelo pouco crescimento da mesma. Muitas vezes, o hábito de sucção causa, também, um estreitamento da arcada superior, levando a uma mordida cruzada posterior.

chupar os dedos e chupeta

Nem todas as crianças que praticam hábitos de sucção, porém, apresentarão dentes com problemas de má oclusão. Isso dependerá da intensidade, frequência e duração em que o ato é praticado. Outro fator importante é a idade na qual a criança abandona o hábito. Há indícios de que quando a prática é removida até os 4 anos de idade, as alterações por ela provocadas podem se auto corrigir. Mordidas abertas não tratadas na infância fatalmente se tornarão mordidas abertas complicadas na idade adulta, trazendo comprometimento esquelético e sendo tratadas somente através da associação da ortodontia (uso de aparelho dentário) com a cirurgia bucomaxilofacial (cirurgia para corrigir os ossos do rosto).

E como fazê-los parar de chupar os dedos?

chupar os dedos - mordida aberta

Mônica posiciona a língua para “preencher” a mordida aberta.

A recomendação então é tentar remover o hábito através de combinações com a criança, fazendo-a entender o motivo da remoção. Reforços positivos, motivação com compreensão, amor e paciência em muitos casos são fatores de sucesso nesse objetivo. Os pais devem estar bem decididos, trabalhar juntos na mesma direção e usar de criatividade para distrair e motivar a criança. Em casos onde não se obtiver sucesso com tais métodos de combinações, o tratamento terá que partir para uso de aparelhos removíveis chamados placas de Hawley associados ou não a grades que lembrarão e desestimularão a prática de sucção de dedo.

chupar os dedos - mordida aberta

Já apresenta mordida aberta anterior.

Com a Mônica estamos mais focados nesse objetivo há pouco tempo. Conversávamos com ela anteriormente, mas sem tanta ênfase e atenção, muitas vezes por pena de obrigá-la a se desfazer de um ato que ela gosta tanto, principalmente em momentos pré-sono. O resultado é que ela já encontra-se com mordida aberta anterior e dá sinais de início de mordida cruzada. Agora, com maior atenção ao caso, ela vem demonstrando entender a importância de parar de chupar dedo e vem cooperando bastante. Costuma falar que os dentes da frente dos irmãos encostam e os dela não. Observação vinda puramente dela.

Os meninos não chupam dedo e nem chupetas ou bicos, e possuem a mordida muito estável e com oclusão normal. Eles chuparam bico quando recém-nascidos até cerca de um ano e meio, mas por vontade própria os três abandonaram a chupeta, começando pelo Murilo. Creio que em pouco tempo conseguiremos eliminar esse hábito da Mônica e assim não deixar que prejudique o normal crescimento ósseo de sua face, assim como sua normal oclusão dentária.

Veja como cuidar dos dentinhos dos bebês.

—————————————————————————-

MauricioO papai Maurício Kaiser é cirurgião-dentista especialista em ortodontia. Atua na área como dentista há 14 anos, e como ortodontista há cinco. É marido de Michele e pai da Mônica e dos trigêmeos Matheus, Murilo e Marcelo. É faixa preta em kickboxing pela CBKB e WAKO, baterista, apaixonado por música e entusiasta do estudo do universo e astrofísica. Aqui no blog, escreve textos eventuais sobre a vida de pai de muitos, o lado A e lado B da paternidade múltipla e auxilia Michele nos textos direcionados à área da saúde, especialmente da saúde bucal.

3 comentários

  1. Carol

    Olá, Maurício! Encontrei o blog justamente porque percebi (só) agora que minha filha está com mordida aberta. Ela está atualmente com 4 anos e 5 meses. Conseguimos retirar a chupeta do dia, que ela usava com grande frequência, mas a da noite ainda não. O combinado é fazer isto no fim das férias. Troquei as chupetas por umas de recém-nascido. Queria saber como está a dentição da Mônica agora. Vocês fizeram algum tratamento? A mordida fechou? Muito obrigada por sua atenção.

    1. Michele Kaiser

      Olá, Carol. Vou pedir para o Maurício responder para você, mas já adianto que a Mônica somente parou totalmente de chupar os dedos aos 6 anos e depois de alguns meses a mordida fechou, porém a oclusão não está correta. Um beijo!

Deixe seu comentário