Meu corpo após gestação múltipla

Muitas mulheres que entram em contato comigo me perguntam coisas das mais diversas sobre a gestação, sobre como é cuidar de trigêmeos, sobre a amamentação, sobre quantas fraldas comprar. Adoro ajudar e procuro responder a todas. Mas tem uma pergunta que costuma me deixar chateada, que me faz “pisar em ovos” para responder: Quanto tempo demorou para sua barriga voltar ao normal após gestação múltipla?

Bom, a bem da verdade é que minha barriga não voltou ao normal. É isso aí. Eu nunca fui do tipo magra, mas também não era a gordinha que me tornei depois dessa gestação de trigêmeos.

Na gravidez da Mônica eu engordei 14 quilos e perdi 12. Não tive estrias. Quando engravidei dos trigêmeos (1 ano e meio depois) eu registrei meu peso inicial e, infelizmente, a cada mês levava um susto maior ao ver o quanto eu havia aumentado. Quando estava de 18 semanas dos trigêmeos, já pesava o que eu havia pesado quando a Mônica tinha nascido! Me apavorei ao pensar onde eu ia parar após gestação múltipla.

No dia que os meninos nasceram, olhando para a minha barriga, era um susto ver a quantidade de estrias. Antes de sentar na maca para a anestesia raquidiana, a enfermeira me pesou: 92 quilos. Isso mesmo. Eu engordei, no total, 27 quilos. Vinte e sete quilos. Vin-te-e-se-te-qui-los. Foram embora, na hora do parto, cerca de 10 quilos. Saíram 3 bebês de 2 quilos cada, mais três sacos de líquido amniótico e as duas placentas (dois são idênticos e dividiram a placenta).

após gestação múltipla

Sem estrias por causa do photoshop.

Uma vez, quando me perguntaram o que eu tinha passado para não ter estrias, respondi: photoshop! Nessa foto, elas não aparecem exatamente por esse motivo.

Emagrecendo após gestação múltipla

após gestação múltipla - nascimento dos trigêmeos

Os trigêmeos nasceram em 4 de outubro de 2013.

Ao amamentar, pude me sentir murchando e emagrecendo, mas a verdade é que nunca voltei para meu peso pré-gestacional. Cheguei a estar perto dele em fevereiro passado, apenas três quilos acima, mas ganhei quatro quilos de março para cá. Coincidência ou não, isso aconteceu depois de colocar o Mirena (mas deixa esse assunto para outro post).

Eu estou fazendo dieta balanceada e exercícios quatro vezes por semana. Procuro me alimentar saudavelmente para dar bom exemplo aos filhos. Não adianta mandar eles fazerem alguma coisa, tem que dar o exemplo.

Sendo assim, a resposta para quem me pergunta quanto tempo demorou para minha barriga voltar ao normal é: infelizmente ela não voltou. Infelizmente, acho que não vai voltar. Junto com a enorme barrigona de trigêmeos, veio a distensão do músculo abdominal chamada diástase. Você já deve ter ouvido falar disso porque rolou na internet uma matéria onde a Sandy contava que teve na gravidez. Bem, eu e Sandy temos algo em comum… Essa diástase abdominal é um espaço que abre entre o músculo. É um afastamento que forma um pequeno buraco separando os dois lados da musculatura. No meu caso, minha obstetra já me disse que o ideal é corrigir cirurgicamente, “e daí você aproveita e faz uma abdominoplastia”, ela completou.

Só que eu não quero fazer abdominoplastia porcaria nenhuma. Não que eu me orgulhe do meu corpo como está ou porque eu ache que ele é apenas a consequência de ter aguentado uma gestação de trigêmeos até as 34 semanas. Eu não quero fazer esse negócio porque é muito invasivo e eu morro de medo! Vai que me dá um treco e eu deixo quatro crianças órfãs de mãe, gente?

Exageros e brincadeiras à parte, queria apenas responder que não, minha barriga não voltou ao normal. Talvez um dia volte. Talvez não. Talvez um dia eu me renda à abdominoplastia. Talvez eu mude de ideia. Mas, por enquanto, sigo carregando a pochetinha sem muitas neuras. Deixa a barriguinha ali.

Até mais!!

40 comentários

  1. katiucia

    Também estou grávida de trigêmeos se aproximadamente 16 semanas E o meu medo agora é por se tratar de uma gravidez de Alto risco queria saber como foi a sua gestação? Pois já estou afastada do meu serviço e de repouso.

    1. Michele Kaiser

      Oi, Katiucia! Leia os meus posts da categoria gravidez? E tb com essa tag. Estou mudando o layout do blog. Em breve tudo ficará mais fácil de encontrar.
      Eu não tive nenhum problema até as 32 semanas. Bem, tomei utrogestan no início e no fim tb tomei inibina. Com 28 semanas fiz os corticóides pros pulmões deles. Iniciei o repouso com 25 semanas, foi quando parei de trabalhar. Com 32 semanas eu fiquei 3 noites internada no hospital por um problema em um dos rins. Os bebes estavam comprimindo o canal entre o rim e a bexiga e a urina já filtrada estava refluindo ao rim, que inchou. Muita dor! Fui medicada somente para a dor e aguentei até as 34 semanas. Bjs!

  2. Nathália

    Oi Michele, você é linda e isso não falo só exteriormente, pelo seus posts, comentários conseguimos conhecer você pelo menos um pouquinho, admiro muito seu pensamento de não querer se submeter a algo de risco e priorizar seus filhos, em um mundo de tantas “aparências” precisamos sempre nos vigiar para não inverter as prioridades, Parabéns pela pessoa que você é.. muito amor a toda sua família. Beijos

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada pelo carinho, Nathália! Que bom que vc tem gostado dos meus posts! Eu realmente não me sinto confortável para fazer essa cirurgia. Mas, quem sabe, no futuro eu mude de ideia! Bjs!!

  3. Alice Claussen

    Linda, nem se estresse com isso de barriga. Eu engordei apenas 9 kg na minha gestação de trigêmeos. NOVE. Fiquei pele e osso. Tudo que eu comia eles levavam e não sobrava pra mim. E olha que eu comia muito! Só no parto perdi 10 kg, assim como você. Então um desavisado pensaria que fiquei super esbelta né? Ledo engano. Também tive diástase e assim como você levo agora comigo uma pochetinha um tanto quanto deselegante e que só some com cirurgia. Paciência! Me alimento bem e pratico exercícios 3 vezes na semana pra dar o bom exemplo pros meus filhos e bola pre frente! Minha pancinha e minhas estrias são as marcas que contam uma linda história de uma gestação perfeita e abençoada, assim como a sua. Quantas mulheres que desejam ser mães e não conseguem dariam tudo pra ter também essas marcas que nós temos. Então sinta-se linda minha querida porque você é! Não somente linda mas uma super mãe e uma mulher incrível que além de trabalhar e cuidar de 4 crianças ainda arruma tempo pra vir aqui compartilhar conosco seus valiosos conhecimentos e experiências. Muito obrigada por ser quem você é!

    1. Michele Kaiser

      Nossa, Alice. Obrigada pelo carinho, pelas palavras, e parabéns! Um super beijo!

  4. Janni Carvalho

    O corpo que a “sociedade” impõe, o bom seria se a mulher apenas se sentisse plena sabendo que seu amor maior tá ali louquinho pra aprender tudo o que tem se pra ensinar. Óbvio que cuidar do nosso corpo é de nossa inteira responsabilidade, mas sem neura estética. Pelo menos eu penso assim, sou mãe de uma emagreci mais do que eu era anteriormente, ganhei uma barriga mole…(grande coisa)…comparado ao amor incondicional e incomensurável que tenho pela minha filha <3 Vocês todos são lindos…e tu é A GUERREIRA! porque eu sofri cuidando de uma…hehehe Palmaaaaaaas…mil vezes palmaaaas pra tiiii

    1. Michele Kaiser

      Obrigada, Janni! Claro que eu preferia estar mais magra, seria mais saudável. Mas, sem neuras! Beijos!

  5. Querida Michele, passei a acompanhar hoje seu site. Parabéns pela sinceridade, coragem e acima de tudo pela dedicação que coloca em tudo o que faz. Você é uma guerreira e me motiva a acreditar que também posso conseguir criar meus gemeos. Parabéns e que Deus continue lhe abençoando ricamente.

    1. Michele Kaiser

      Muito obrigada, Rose! Que bom que você nos encontrou! Com dedicação e amor, todas somos capazes! Beijos! Continue nos acompanhando.

  6. Mariane

    Michele, cada dia admiro mais vc! Nao sei como vc encontra tempo p vir aqui dividir suas opinioes, historias e rotina c a gente, isso já é bastante merecido de parabéns!!
    Eu tb fiquei c essa diástase da gravidez do Augusto, minha barriga tb tem pochete, ainda faltam 5 kg p voltar ‘em forma’, (depois d 2 anos e alguns dias)em forma? Acho q nunca, kkkkk, mas tô feliz assim, tento comer bem, m exercito 3x na semana e vamos lá, bola p frente! Bjao

    1. Michele Kaiser

      A gente faz o que pode, sem neuras, né?? Quem sabe um dia consigamos. Até lá, pensemos apenas na saúde. Bjs e obrigada por nos acompanhar!

  7. Patricia

    Adoreiiiiiiiiiiii esse post, sou mãe de duas meninas gemelares…as Marias !!!!!!! Voce falou tudo!!!! beijao

    1. Michele Kaiser

      Esse meu sentimento é compartilhado por várias outras mamães mesmo, hein? Não é fácil, menina! A gente não pode é ficar grilada, né? Beijos e parabéns pelas meninas!

  8. Licia

    Michele Kaiser você é uma guerreira e motiva muita gente com os seus posts.Adorei!! Parabéns e que Deus continue lhe abençoando poderosamente, dando-lhe força, saúde e sabedoria cada dia mais,para vc criar seus filhos.Mulher virtuosa ,Batalhadora , Guerreira , um diamante lapidado por Deus .Parabéns querida!!

    1. Michele Kaiser

      Eu que agradeço o elogio, querida! Um beijo grande!

  9. Bruna Rodrigues

    Por aqui estou como você passando photoshop nas estrias kkkk. Dá minha primeira gestação tive muuuuuuitas, engordei 20kg com um bebê só :O!!! Agora na segunda gestação eu vinha perdendo peso, este mês engordei 1kg, mas as malditas estrias começaram a espichar na lateral da barriga, já bateu aquele pânico.
    Mas logo passou.. as estrias são a marca que meus anjos deixaram no meu corpo.

    Adoro seus posts, grande beijo!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo carinho, Bruna! Temos estrias, fazer o quê, né? Eu não me vejo gastando horrores em tratamento, se eu estiver bonitinha de roupa já está bom… Hahahaha. Beijos.

  10. Fernanda Vasconcelos

    Um grande exemplo de Ser Mulher de Ser Mãe
    Eu não tive trigêmeos só tenho um filho mas engordei muito na minha gestação e hoje depois dos 5 anos ainda não consegui ter um peso legal e sofri muito com os padrões de beleza pois todos dizem ” um filho e você está assim?” Fiquei um bom tempo triste, mas atualmente estou feliz com meu corpo, com as estrias, minhas celulites e meu filho. Es um grande exemplo Michelle de dedicação, mulher, mãe. #sousuafã

    1. Michele Kaiser

      Obrigada de coração pelo carinho, Fernanda. Claro que precisamos nos aceitar, mas também precisamos ter coragem de mudar se estivermos insatisfeitas. É meu caso hoje. Quero mudar, mas tudo é bem difícil e demorado. Um beijo, querida!!

  11. Adorei seu blog e sua sinceridade.
    Parabéns pelos 4 filhotes. Todos lindos.
    =)

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pelo apoio e pelo carinho! Seja sempre bem-vinda!

  12. Adriana

    Boa noite!
    Sou consultora em maternidade, e sempre indico o programa “Mamãe Sarada” para minhas clientes, e vejo resultados excelentes, pretendo usar depois de engravidar, com certeza. Ele é todo voltado para as mamães, tanto trabalhando as áreas mais afetadas como barriga, lombar, coxas e bumbum como na duração dos treinos: são 14 minutos, em média, por dia! Sim, 14 MINUTOS, mamães! Vale a pena experimentar!
    E, só pra ficar totalmente claro: NÃO SOU DA EQUIPE DA “MAMÃE SARADA”, E NÃO TENHO RETORNO FINANCEIRO NENHUM POR INDICAÇÕES, OK? Apenas gosto de compartilhar informações que vejo ser úteis. Mamães não deixam de ser mulheres, não se deixem esquecer! 😉
    Michele, muita saúde para os seus filhos e muito amor pra sua família! E perdão se fui incoveniente, não foi a intenção.
    Sucesso, guria!

    1. Michele Kaiser

      Obrigada pela indicação, Adriana. Um beijo.

  13. Camila

    Oiii saiba que te admiro muito e concordo com tudo o que publicou. Estou gravida de gémeas e ja estou de repouso com 25 semanas. Quando vc estava gravida seu colo do utero ficou curto? E vc sentia dores abaixo do umbigo?

    1. Michele Kaiser

      Oi, Camila! Ai que bom que você concorda. Também fiz repouso a partir das 25 semanas. Não tive problema de colo curto, mas a recomendação nesses casos é repousar mesmo. Sentia cólicas e dores abaixo do umbigo, sim. Tive diástase abdominal também, aquela separação dos músculos da barriga. Beijos.

  14. Stella

    Michele, eu sou mãe de gêmeos e tive a mesma coisa que você, mas também tive uma hérnia de umbigo que não tinha jeito, precisava operar porque eu nem poderia segurar os meus filhos. Já que eu tinha que passar pela cirurgia da hérnia de todo jeito, aproveitei para fazer a abdominoplastia junto. Fiz quando eles estavam com 8 para 9 meses, o mais difícil foi que tive que passar alguns dias sem amamentar, mas ao voltar para casa a amamentação foi retomada sem problemas. As duas cirurgias foram um sucesso, agora posso segurar os meus bebês, minha barriga está linda e eu estou feliz.

    1. Michele Kaiser

      Fiquei supercuriosa para ver uma foto do antes e depois e também para saber como foi sua recuperação. Pode nos contar?

  15. Stephanie

    Oi Michele descobri no susto recentemente que estou grávida de trigêmeos, nem na minha família e nem na familia do meu marido a caso de gêmeos , então imagina a surpresa, eu tenho um menino autista de 8 anos meu medo é ele não conviver bem com os trigêmeos, seus posts tem ajudado muito a tirar dúvidas, obg

    1. Michele Kaiser

      Na nossa família tb não tinha ninguém próximo, Stephanie. Parabéns pela gestação! Fique tranquila que tudo se resolve. Bom saber que o blog está ajudando você! Está de quantas semanas? Beijos.

  16. Tive trigemeos tambem engordei 15 kilos voltei ao meu peso porem minha barriga ficou muito flacida e cheia de estrias e eu vou sim fazer uma cirurgia nao tenho medo ate pq passei por uma cesariana de trigemeos e senti muita dor entao acho que to preparada kkkk só estou esperando eles completarem dois anos bjos michele

    1. Michele Kaiser

      Você é mais corajosa do que eu! Um beijo e depois me conta!

  17. Lilian Camargo

    Parabéns, querida Michele, você é, sem dúvida, uma grande mulher (com carinha de menina, é verdade) e até mesmo eu, – que não tenho filhos- acompanho seu blog e curto muito seu blog!
    Quero parabenizá-la também pelo modo como escreve. Além de didática e bem humorada, sabe como prender a atenção dos seus leitores com suas histórias “não-fictícias”!
    Beijo grande, super mamãe!

    1. Lilian Camargo

      Elogiei tanto seus textos e acabei publicando o meu sem revisar! Bem feito! Resultado: Pleonasmo! Kkkkk Boa noite, querida!

    2. Michele Kaiser

      Muito obrigada pelo carinho, querida!! Obrigada pelo “carinha de menina”. Agora que vou fazer 35 anos, acho ótimo alguém me dizer isso! Hehehe. Beijos!

Deixe seu comentário