Dilemas da maternidade

Depois de nos tornarmos mães, temos a tarefa de, diariamente, enfrentar dilemas e fazer escolhas. Você pode até ter conversado com suas amigas que já tinham filhos sobre algumas dificuldades da maternidade, mas antes de sermos mães, é impossível entender realmente o que alguns desses dilemas da maternidade significam.

Que parto é melhor? Os dilemas começam com a escolha do parto. Mesmo tendo sonhado a gravidez toda com o parto normal, na hora pode haver necessidade de uma cesariana. Por outro lado, algumas gestantes têm muito medo das dores do parto normal e optam pela cesárea meses antes do nascimento. Mas então chega o dia e a criança nasce de parto natural às pressas, antes de sequer ter sido feita a higiene. Ou, no caso de histórias que já ouvi, um dos gêmeos nasce de parto normal e o outro não quer sair. A mamãe faz parto normal e cesariano.

Dormir no quarto dos pais ou dormir no próprio quarto desde o nascimento?

dilemas da maternidade - cama compartilhadaDos defensores da cama compartilhada até aqueles que querem que os filhos sejam independentes o mais cedo possível, o dilema é grande. Há o medo de deixar dormir no meio porque o bebê pode asfixiar-se em meio às cobertas. Mas para a amamentação em livre demanda, é muito melhor deixar o nenê ali. As mães de múltiplos sofrem ainda mais com essa questão. Mais de um bebê para amamentar e cuidar durante a noite pode ser devastador nas escuras e silenciosas horas da madrugada. Colocar todos para dormir na nossa cama é tentador.

Colocar na escolinha ou deixá-los em casa? Seja para podermos trabalhar ou simplesmente para termos um turno de descanso, sempre ficamos em dúvida sobre a melhor idade para colocar as crianças na escolinha. Temos medo de colocar cedo demais e começarem as “ites”, mas queremos que nosso filho interaja com outras crianças. Queremos que ele desenvolva as defesas e crie mais “anticorpos”, mas qual a idade certa para isso sem arriscar demais sua saúde?

Continuar trabalhando ou dedicar-se totalmente aos filhos? Se decidimos abandonar ou postergar nossas ambições com a carreira, podemos nos sentir frustradas. Se voltarmos a trabalhar e deixarmos nosso filho com babá ou escolinha, nos sentimos culpadas. Não existe solução para essa equação, estamos sempre nos questionando se fizemos a escolha certa.

Quando ligar para o pediatra? Mesmo sendo “mãe de segunda viagem”, tenho dúvidas sobre quando ligar ou não para o pediatra. Entra aquela incerteza de incomodá-lo por um besteira, ou de deixar passar uma coisa séria. Criança com febre pode estar com um vírus, um pequeno resfriado. Mas se não passar em 3 dias pode ser infecção. E aí, esperar ou não?

dilemas da maternidade - mamãe e filha

Esses e tantos outro dilemas ocupam nossos pensamentos e enchem nossos corações de dúvidas. Ser mãe não é fácil porque além de buscarmos realizar o que achamos ser melhor para nossos filhos, ainda enfrentamos os medos de não estarmos fazendo a coisa certa. O segredo está em encontrar a resposta que fará você se sentir mais confortável em cada caso. Eu acredito que a gente sabe que tomou a decisão certa quando decide e se sente em paz.

Mãe… Seja de um, dois, três ou mais, nosso fardo é tão grande que muitas vezes pensamos que não conseguiremos carregá-lo. A gente só percebe a força que tem e só realmente consegue encontrar a melhor solução para nossos dilemas depois de termos sido mães. E a ironia da situação está em encontrar forças exatamente naquela criaturinha que nos chama de “mãe”.

Até mais!

3 comentários

  1. Mariane

    Adoro seu blog…vc já sabe! Hoje me deparei com esse texto, tudo o que eu precisava no dia de hoje…chuvoso, frio e ventoso! (Fisicamente e espiritualmente) Por mais que digam que é mais fácil ser mãe de “apenas um fiho” tem dias que aaahh… mas a gente resoira fundo e volta…bjao

    1. Michele Kaiser

      Que bom que o texto te ajudou! Alguns dias são mais difíceis do que outros, mas nosso amor por eles supera tudo! Um beijo.

Deixe seu comentário